Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
ESTADO NUTRICIONAL E CAPACIDADE FUNCIONAL ENTRE O PRÉ E O PÓS-OPERATÓRIO DE PACIENTES ONCOLÓGICOS CANDIDATOS A OPERAÇÕES DE MEIO E GRANDE PORTE
Jessika CADAVID SIERRA, José Eduardo AGUILAR-NASCIMENTO, Diana DOCK-NASCIMENTO

Última alteração: 05-10-18

Resumo


Introdução: Quando existe um desequilíbrio entre as necessidades nutricionais de um indivíduo e sua ingestão, absorção e utilização dos nutrientes, podem verse comprometidos o estado nutricional e a capacidade funcional. Estima-se que a prevalência de desnutrição em pacientes cirúrgicos varia entre 35% a 60%; sendo aparentemente maior nos pacientes com câncer, nos quais a prevalência de desnutrição oscila entre um 15 – 40% no momento do diagnóstico, pero aumenta até chegar a 80 % nos casos onde a doença já está avançada. Nos pacientes cirúrgicos a avaliação oportuna do estado nutricional é uma das principais ferramentas para detectar a mal nutrição de forma preços e instaurar medidas que ajudem a diminuir a taxas de morbimortalidade nos pacientes, a estancia hospitalar, o tempo de recuperação e as complicações pós-operatórias. Objetivo: Determinar as alterações nutricionais e funcionais que ocorrem entre o pré e o pós-operatório de pacientes oncológicos candidatos a operações de médio e grande porte. Método: Serão estudados prospectivamente uma coorte de 150 pacientes oncológicos adultos (idade maior de 18 anos) internados e candidatos a operações de médio e grande porte no Hospital de Câncer e no Hospital Beneficente Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá-MT. Os dados serão coletados pelo próprio pesquisador e alunos de graduação do curso de nutrição da Universidade Federal de Mato Grosso e anotados em formulário próprio. Os pacientes deverão assinar o termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE) para participarem do estudo. Para determinar o risco nutricional será utilizado o NRS-2002 (Nutritional Risk Screening) recomendado pela European Society of Parenteral and Enteral Nutrition (ESPEN). A condição nutricional será determinada através da Avaliação subjetiva global (ASG). Para a avaliação do risco de sarcopenia será utilizado o questionário SARC-F (Strength, Assistance with walking, Rise from a chair, Climb stairsand Falls). A força de preensão palmar será medida através da dinamometria. Essas variáveis (NRS 2002, SARC-F, ASG) e a dinamometria serão coletadas em três momentos: no pré-operatório, as 48 horas e no quinto dia após a operação. Demais dados serão coletados do prontuário físico e online em qualquer momento pertinente durante a internação do paciente. Para a análise estatística dos resultados, será utilizado o Programa Statistical Packege for the Sociel Sciences (SPSS) 20.0.


Palavras-chave


Avaliação nutricional; alterações nutricionais; capacidade funcional; pós-operátorio; neoplasias