Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
MODELANDO OCUPAÇÃO PARA A CONSERVAÇÃO DOS PRIMATAS NO ESTADO DE ALAGOAS – BRASIL: GÊNEROS Sapajus E Alouatta
Poliana Gabriele Alves de Souza Lins

Última alteração: 25-10-18

Resumo


O estado de Alagoas tem ocorrência confirmada de três espécies de macacos de médio porte: Sapajus libidinosus, S. flavius e Alouatta belzebul, estando os dois últimos ameaçados de extinção. Seus estados de conservação são uma consequência do habitat perdido, caça e comércio ilegal. Enquanto isso, os centros de cuidados com a vida silvestre estão ficando sobrecarregados por causa do tráfico de primatas. Este projeto tem como objetivo avaliar a qualidade da paisagem com e sem os macacos para modelar sua ocupação. Ao realizar essas amostragens, nossos objetivos são: (1) inferir o efeito da paisagem sobre a distribuição das espécies ​​no estado de Alagoas; (2) realizar análises de riscos para sua conservação no estado; (3) usar a análise de decisão para definir um plano de manejo para sua conservação. Planejamos excursões mensais, quando visitaremos as cidades próximas aos fragmentos ao chegar pelas tardes, e procuraremos ativamente os macacos pelas manhãs. Também usaremos variáveis ​​físicas e biológicas do fragmento para avaliar a adequação dos mesmos, sejam eles habitados ou não por primatas. Assim, forneceremos informações sobre a biologia destas espécies e estabeleceremos seu grau de ameaça para podermos propor uma série de medidas de conservação para implementação nas localidades que habitam.


Palavras-chave


Probabilidade de ocupação; Risco; Manejo; Macaco-prego; Bugio;