Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS À ADESÃO A TERAPIA ANTIRRETROVIRAL EM PESSOAS DE MEIA IDADE E IDOSOS
Aenne Zandonadi Rodrigues Santana, Annelita Almeida Oliveira Reiners, Priscila Aguiar Mendes, Janderson Diego Pimenta da Silva, Ana Carolina Macri Gaspar, Rosemeiry Capriata de Souza Azevedo

Última alteração: 03-10-18

Resumo


Tem sido crescente o número de pessoas de meia-idade e idosos infectados pelo HIV. O tratamento para infecção do HIV é realizado com terapia antirretroviral (TARV) de alta atividade que necessita da adesão dos pacientes para que seja efetiva. A complexidade e duração do tratamento, efeitos adversos e vários outros fatores podem dificultar os níveis de adesão. O objetivo deste estudo é analisar a prevalência de adesão à Terapia Antiretroviral (TARV) e fatores associados em pessoas de meia-idade e idosos. Estudo transversal, analítico que será realizado com pacientes de meia-idade e idosos com HIV/Aids do Centro de Testagem e Aconselhamento e Serviço de Atenção Especializada (CTA/SAE) do município de Tangará da Serra –MT. Os dados serão coletados no período de junho a agosto de 2019, por meio de análise de prontuários e por entrevista, utilizando instrumentos com questões sobre dados sociodemográficos e comportamento sexual e, para a medida da adesão, o Cuestionario para La Evaluación de La Adhesión al Tratamiento Antirretroviral (CEAT-VIH), versão português. Na análise dos dados será aplicada análise descritiva e inferencial. A associação entre a adesão a TARV e as variáveis independentes será verificada por meio da regressão múltipla de Poisson, com o método Stepwise Foward. O projeto será submetido à aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Geral Universitário Júlio Muller – HUJM e respeitará todas as exigências da Resolução n° 466/12 do Conselho Nacional de Saúde (CONEP) quanto à pesquisa com seres humanos.


Palavras-chave


Adesão à medicação; Terapia antirretroviral de alta atividade; Meia idade; Idosos.