Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
ETNOMATEMÁTICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO ESCOLAR QUILOMBOLA DE MATO GROSSO
Maria do Socorro Lucinio da Cruz Silva, Suely Dulce de Castilho

Última alteração: 30-09-18

Resumo


Este trabalho apresenta uma pesquisa de doutorado em andamento, cujo objetivo é conhecer as contribuições dos pressupostos da Etnomatemática nas aulas de Matemática de escolas estaduais quilombolas de Mato Grosso, a partir das reflexões dos professores. Serão quatro professores de Matemática participantes da pesquisa, sendo dois deles atuantes na Escola Estadual Quilombola Professora Tereza Conceição Arruda, da comunidade de Mata Cavalo, em Nossa Senhora do Livramento-MT, e outros dois na Escola Estadual Quilombola Maria de Arruda Muller, da comunidade de Abolição, em Santo Antonio de Leverger-MT. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, tendo como método principal a Pesquisa-ação, uma vez que está inserida na proposta a oferta de um curso de extensão aos professores pesquisados, tendo como foco os pressupostos da Etnomatemática. Também utilizaremos o método etnográfico, a partir da descrição densa proposta por Geertz (1989). As teorias pós-coloniais se coadunam com a Etnomatemática, compreendemos assim que elas darão suporte neste trabalho, para tanto, nos apoiaremos em Silva (2017), Freire (2011), Honneth (2009), Bhabha (2013), Fanon (1975), Said (1990).  Além de Geertz (1989), sobre a metodologia estamos amparados em Thiollent (2003), Ghedin e Franco (2015), Bogdan & Biklen (1994), Minayo (2010). Para as discussões sobre Etnomatemática, teremos D’Ambrósio (2001), Knijnik (2006), Gerdes (2007), Domite (2004), dentre outros que poderão ser  acrescentados durante a pesquisa. Esta pesquisa se justifica pela escassez de estudos sobre a Etnomatemática na Educação Escolar Quilombola no Brasil, em especial no contexto de Mato Grosso. Ao final, pretendemos descrever e analisar os resultados da intervenção formativa, bem como as reflexões feitas pelos professores participantes da pesquisa quanto às contribuições da abordagem da Etnomatemática nas aulas de Matemática nas escolas do contexto da pesquisa.


Palavras-chave


Educação escolar quilombola. Etnomatemática; Pesquisa-ação; Formação de professores;

Referências


BHABHA. H. K. O local da cultura. Tradução de Myriam Ávila, Eliana Lourenço de Lima Reis, Gláucia Renate Gonçalves. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em Educação: fundamentos, métodos e técnicas. Portugal: Porto Editora, 1994.

D’AMBRÓSIO, U. Etnomatemática: arte ou técnica de explicar e conhecer. São Paulo: Editora Ática, 1998.

DOMITE, M. C. S. Da compreensão sobre formação de professores e professoras numa perspectiva Etnomatemática. In: Gelsa Knijnik e outros. Etnomatemática, currículo e formação de professores. Santa Cruz do Sul: EDUNIC, 2004.

FANON, F.. Pele negra, máscaras brancas. Portugal: Editora Paisagem, 1975.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 43. ed., São Paulo: Paz e Terra, 2011.

GEERTZ, C. A Interpretação das Culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.

GERDES, P. P. J. Etnomatemática: reflexões sobre Matemática e Diversidade Cultural. Ribeirão: Edições Húmus, 2007

GHEDIN, E.; FRANCO, M. A. S. Questão de método na construção da pesquisa em educação. São Paulo: Cortez, 2008.

HONNETH, A. Luta por reconhecimento: a gramática moral dos conflitos sociais. Tradução de Luiz Repa, apresentação de Marcos Nobre. São Paulo: Editora 34, 2009.

KNIJNIK, G. Itinerários da Etnomatemática: questões e desafios sobre o cultural, o social e o político na educação Matemática. In: KNIJNIK, G; WANDERER, F; OLIVEIRA, C. J.(Orgs). Etnomatemática, currículo e formação de professores.Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2006.

MINAYO, M. C. S. (org) Pesquisa Social: Teoria, Método e Criatividade. 6ª Edição. Petrópolis: Editora. Vozes, 2010.

SILVA, T. T. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. 3ª ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2017.

THIOLLENT, M.. Metodologia da Pesquisa-Ação. São Paulo: Cortez Autores Associados, 2003