Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
COINFECÇÃO DE HIV/AIDS E INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS EM PESSOAS COM 45 ANOS E MAIS
Ana Carolina Macri Gaspar, Rosemeiry Capriata De Souza Azevedo, Annelita Almeida Oliveira Reiners, Janderson Diego Pimenta da Silva, Priscila Aguiar Mendes, Aenne Zandonadi Rodrigues Santana

Última alteração: 03-10-18

Resumo


INTRODUÇÃO: As infecções sexualmente transmissíveis são consideradas um problema de saúde pública e observa-se um aumento a cada ano de novos casos em pessoas acima de 45 anos. No Brasil, em 2017, houve quase três mil casos de HIV/AIDS, cerca de seis mil casos de Hepatite B e pouco mais de oito mil casos de Sífilis em pessoas com 45 anos ou mais foram notificados. No Mato Grosso, as notificações dessas doenças também mostram dados crescentes nessa faixa etária da população. Estudos realizados no Brasil sobre coinfecções em pessoas com HIV/AIDS são realizados com populações acima de 18 anos, entretanto não foram encontradas investigações com pessoas de meia idade e/ou idosos. OBJETIVO: Analisar os fatores de risco para coinfecção de HIV/AIDS e infecções sexualmente transmissíveis em pessoas de 45 anos ou mais. MÉTODO: Será realizado um estudo de caso controle retrospectivo com pessoas acima de 45 anos com diagnóstico de HIV/AIDS, acompanhadas por um serviço de atendimento especializado localizado na Região do Médio-Norte do estado de Mato Grosso. Serão incluídas todas as pessoas acima de 45 anos com diagnóstico comprovado para HIV e acompanhados pelo serviço supracitado. Serão excluídas pessoas que foram a óbito antes do início da coleta de dados. O grupo de casos serão pessoas com HIV/AIDS com coinfecção de outras infecções sexualmente transmissíveis (sífilis, gonorreia, clamídia) e grupo controle, pessoas com diagnóstico de HIV/AIDS apenas. A coleta de dados será realizada no ano de 2019, por meio da avaliação de prontuários dos pacientes. Os dados referentes as características sociodemográficas e comportamento sexual analisados na entrevista antes da realização do teste confirmatório de HIV/AIDS serão coletados e posteriormente registrados em um banco de dados. Será realizada análise múltipla para identificar os fatores de risco associados à coinfecção de HIV/AIDS.


Palavras-chave


Denças sexualmente transmissíveis; Idoso; Coinfecção