Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
DESENVOLVIMENTO DA COMPETÊNCIA CLÍNICA NOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS - PERCEPÇÃO DE GRADUANDOS
MARCELA JOSSANI FERREIRA POLO, Mara Regina Rosa Ribeiro

Última alteração: 03-10-18

Resumo


O estudo versa sobre a competência clínica de alunos de graduação em enfermagem, de modo particular, daqueles inseridos nos estágios curriculares supervisionados (ECS). Delineamos o foco na percepção de acadêmicos acerca do desenvolvimento da competência clínica, segundo o referencial teórico de Patrícia Benner, o qual visa articular o ensino aprendizagem adquirido ao longo da graduação por meio do contato com a prática. Diante do vasto campo de estudos sobre competências na formação do graduando em enfermagem, delimitamos o tema competência clínica, motivadas pela compreensão de que este se constitui na centralidade do processo de formação e criação da identidade profissional. A reformulação das Diretrizes Curriculares Nacionais em Enfermagem (DCN/ENF), aprovada pelo parecer técnico n°28/2018, que contém as recomendações do Conselho Nacional de Saúde à proposta de diretrizes curriculares nacionais para os cursos de graduação em saúde, propõe que o graduando em enfermagem tenha uma formação pautada no processo de aprender a aprender no intuito de conferir ao futuro enfermeiro a capacidade profissional para atender às demandas e necessidades prevalentes e prioritárias da população, conforme realidade epidemiológica da região e do país, em consonância com as políticas públicas (BRASIL, 2018). Partindo do pressuposto de que os ECS constituem o momento de consolidação de um conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes postos em ação em cenários de prática, os quais concorrem para a obtenção das competências clínicas do futuro enfermeiro, traduzimos aqui a relevância e justificativa desta pesquisa. Definimos, para tanto, a seguinte pergunta de pesquisa: Como ocorre na percepção de graduandos em enfermagem, o desenvolvimento da competência clínica nos estágios curriculares supervisionados? Em nível local, pretendemos colaborar com o núcleo docente estruturante do curso, trazendo contribuições para o novo Projeto Pedagógico do Curso (PPC) de Enfermagem da Universidade Federal de Mato Grosso, que se encontra em fase de reelaboração, fornecendo elementos para possíveis mudanças e reestruturações. Objetivo: Compreender como ocorre o desenvolvimento da competência clínica durante os estágios curriculares supervisionados, na percepção de graduandos em enfermagem. Método: O estudo é do tipo descritivo e exploratório de abordagem qualitativa. Foi submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa via plataforma Brasil e aprovado mediante protocolo sob o número do parecer 2627722. O local da pesquisa configura-se a Universidade Federal de Mato Grosso, na sede do curso de graduação em Enfermagem, campus de Cuiabá. Os dados foram provenientes de análise documental do Projeto Político Pedagógico do Curso – PPC – do curso, planos das disciplinas e reuniões de grupo focal, realizadas com 21 alunos dos dois últimos semestres da graduação (8° e 9°), inseridos no estágio curricular supervisionado. Após as reuniões, os dados foram analisados através da análise de conteúdo, do tipo temática. Por último será estabelecida articulação entre os referenciais teóricos da pesquisa, para responder os objetivos elencados, permitindo ressaltar as informações obtidas.

Descritores: Competência clínica, alunos de enfermagem, estágio clínico.



Palavras-chave


competência clínica, alunos de enfermagem. estágio clínico

Referências


BRASIL Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 574 de 31 de janeiro de 2018. Brasília, DF. Aprova o Parecer Técnico n° 28/2018 contendo recomendações do Conselho Nacional de Saúde à proposta de Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação Bacharelado em Enfermagem.

MINAYO, M. C. S. O desafio do Conhecimento: Pesquisa Qualitativa em Saúde. 14ª ed. São Paulo: HUCITEC, 2015.