Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Práticas de gestão ambiental no Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso: entre a prática e a legislação.
Mirelly Xavier Rodrigues da Costa, André Luís Janzkovski Cardoso

Última alteração: 06-11-18

Resumo


A crescente conscientização da sociedade, acerca dos problemas ambientais advindos das atividades humanas e o risco potencial que estes representam à qualidade da vida, tem mobilizado diversas nações. Conferências e acordos mundiais têm sido realizados de modo a incentivar posicionamentos em favor da adoção de padrões de produção e consumo que levem em conta critérios de sustentabilidade. Nesse sentido, o governo brasileiro, alinhado às diretrizes de planejamento e construção de sociedades sustentáveis, formuladas em âmbito mundial, tem elaborado políticas que exigem que entes públicos e privados incorporem práticas de sustentabilidade em sua atuação. Isto posto, esta pesquisa tem por objetivo compreender como se dá a adoção das práticas de gestão ambiental a partir da legislação vigente e da atuação do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (DETRAN/MT). A abordagem do estudo é qualitativa, sendo utilizado, quanto aos procedimentos,  levantamento documental, observação e entrevistas. O tratamento dos resultados se dará por meio da análise de conteúdo, utilizando-se como lentes teóricas a abordagem da estratégia como prática e a teoria institucional. Como resultados da execução deste trabalho, espera-se levantar e analisar as leis, normas e diretrizes que regulam a atuação do DETRAN/MT em relação as questões ambientais; identificar as práticas de gestão ambiental na sede do DETRAN/MT em Cuiabá e nas Circunscrições Regionais de Trânsito de Rondonópolis e Pedra Preta; além de investigar as motivações de gestores e servidores no tocante a adoção ou não de práticas ambientais. Por fim, tendo em vista os impactos causados tanto pelas atividades fim quanto pelas atividades meio, realizadas no âmbito da administração pública, o presente trabalho, ao permitir a reflexão acerca das práticas de gestão ambiental, poderá contribuir para que a sociedade tenha maior transparência acerca da real responsabilidade socioambiental do órgão. Esta pesquisa também poderá auxiliar para que gestores e servidores avaliem e aperfeiçoem suas práticas de modo a consolidar posturas coerentes com os princípios do desenvolvimento sustentável.


Palavras-chave


sustentabilidade; responsabilidade socioambiental; estratégia como prática; teoria institucional; administração pública