Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
FUNGOS MICORRÍZICOS ARBUSCULARES EM SISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA NO CERRADO
Juliana Mendes Andrade de Souza, Edicarlos Damacena de Souza

Última alteração: 26-10-18

Resumo


Os sistemas integrados de produção agropecuária sob plantio direto (SIPA-PD) tornou-se uma alternativa em áreas do Cerrado, um fator importante no SIPA-PD é o uso de leguminosas na fase pastagem. A consorciação é uma opção para alcançar um manejo adequado do solo, incrementando nitrogênio e carbono ao solo. Tendo em vista o papel relevante de biotecnologias de manejo sustentáveis e a importância dos atributos biológicos do solo, destaca-se os fungos micorrízicos arbusculares (FMAs). Objetivou-se avaliar a diversidade dos FMAs e suas características quantitativas em SIPA-PD em consórcios com leguminosas na fase pastagem e pastagem solteira no Cerrado Mato-grossense. A área experimental está localizada no município de Itiquira-MT, na fazenda Gravataí, em um Latossolo Vermelho distrófico. O delineamento experimental em blocos casualizados em esquema de parcelas subdivididas com três repetições, totalizando uma área de aproximadamente 60 ha. As parcelas foram representadas pelas gramíneas Urochloa ruziziensis e U. brizantha cv. BRS Paiaguás. As subparcelas foram representadas pelos consórcios com uso das leguminosas: feijão caupi (Vigna unguiculata) cv. BRS Tumucumaque, feijão guandu (Cajanus cajan) cv. BRS Mandarim e as gramíneas solteiras. A densidade de esporos ainda não foi influenciada no curto prazo. A utilização dos consórcios com leguminosas influenciou a colonização micorrízica e potencial de inoculo em relação ao cultivo solteiro. A gramínea Paiaguas apresentou redução na diversidade de espécies recuperadas em relação a gramínea Ruziziensis. De modo geral, a consorciação de gramíneas e leguminosas influencia positivamente a diversidade de espécies de FMAs e influenciou duas das características quantitativas estudadas.

Palavras-chave


Micorrizas; Integração Lavoura-Pecuária; Diversidade vegetal.

Referências


ASSIS, P. C. R.; SAGGIN JÚNIOR, O. J.; PAULINO, H. B.; STURMER, S. L.; SIQUEIRA, J. O.; CARNEIRO, M. A. C. Fungos micorrízicos arbusculares em campos de murundus após a conversão para sistemas agrícolas no Cerrado. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 38:1703-1711, 2014.

CARVALHO, P. C. F.; MORAES, A.; PONTES, L. S.; ANGHINONI, I.; SULC, R. M.; BATELLO, C. Definições e terminologias para Sistema Integrado de Produção Agropecuária. Revista Ciência Agronômica, 45:1040-1046, 2014.

CORDEIRO, M. A. S.; CARNEIRO, M. A. C.; PAULINO, H. B.; SAGGIN JÚNIOR, O. J. Colonização e densidade de esporos de fungos micorrízicos em dois solos de cerrado sob diferentes sistemas de manejo. Pesquisa Agropecuária Tropical, 35:147-153, 2005.

FERREIRA, D. A.; CARNEIRO, M. A. C.; SAGGIN JUNIOR, O. J. Fungos micorrízicos arbusculares em um latossolo vermelho sob manejos e usos no Cerrado. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 36:51-61, 2012.