Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
CONSTRUÇÃO DE UMA PESQUISA PARTICIPANTE COM PESSOAS QUE VIVENCIAM A DOENÇA FALCIFORME
CLAUDIA SOUZA PEIXOTO

Última alteração: 03-10-18

Resumo


O estudo versa sobre a construção de uma pesquisa participante com pessoas que vivenciam a Doença Falciforme (DF), buscando compreender a participação coletiva do grupo em todo o processo de construção da pesquisa. Elegemos o método da pesquisa participante (PP), apoiada nas etapas propostas por Guy Le Boterf, denominadas: (1) A montagem institucional e metodológica da Pesquisa Participante; (2) Estudo preliminar da região e da população envolvida; (3) Análise crítica dos problemas considerados prioritários e que os participantes da pesquisa desejam estudar/ intervir e (4) Programação e realização de um plano de ação (inclusive ações educacionais) para contribuir para a solução dos problemas, finalizando a etapa com o processo de feedback. A pesquisa vem sendo realizada no município de Cuiabá, em locais definidos em comum acordo com os participantes, que são pessoas que vivem a DF e suas famílias acompanhadas pelo centro de referência para tratamento da DF no estado de Mato Grosso (MT-Hemocentro). A técnica de coleta de dados empregada são as rodas de conversa. As atividades planejadas e executadas estão sendo gravadas em aparelho digital gravador e descritas detalhadamente em diário de campo. Após a reunião dos registros, estamos transcrevendo e submetendo a análise e reflexão a partir da análise temática. Este trabalho foi submetido ao Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Federal de Mato Grosso e aprovado sob o parecer de número 2.632.084. As reuniões ocorreram após assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Aconteceram até o momento cinco encontros. Na primeira roda de conversa foi realizado o levantamento das principais necessidades vivenciadas pelo grupo. A mesma foi planejada tendo como apoio teórico a pedagogia problematizadora de Paulo Freire e executada nas etapas de acolhimento, apresentação dos participantes, explicação dos objetivos da pesquisa, problematização, reflexão, síntese e encaminhamentos. As principais demandas colocadas pelo grupo foram: (1) Desconhecimento das pessoas doentes e familiares sobre a DF; (2) Desconhecimento dos profissionais de saúde sobre a DF; (3) Falta de medicamentos; (4) Dificuldade de acesso a exames e consultas e (5) Não atendimento das necessidades pela central de regulação. Durante toda a roda o grupo mostrou-se participativo e entusiasmado, partilhando conhecimento. Esses momentos favorecem a interação grupal e melhora da comunicação.


Referências


BOTERF, Guy Le. Pesquisa participante: propostas e reflexões metodológicas. Traduzido por: Simões Francisco, Maria de Fátima. In: BRANDÃO, C. R. (org.). Repensando a pesquisa participante. São Paulo, Brasiliense, 1999.

BRANDÃO. C. R. Repensando a pesquisa participante. São Paulo: Brasiliense, 1999.