Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
DA NATUREZA SELVAGEM AOS TEMPOS MODERNOS: O PENSAR DA RELAÇÃO SOCIEDADE-NATUREZA NA PRÁTICA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA EM GEOGRAFIA
BRUNO SILVA GONÇALVES, Cleusa Aparecida Gonçalves Pereira Zamparoni, Márcia Ajala Almeida

Última alteração: 26-10-18

Resumo


A Geografia escolar tem importante função na formação do cidadão como um todo, pois pode auxiliá-lo a ampliar suas concepções de mundo, a compreender as transformações que ocorrem através da interação dinâmica entre os elementos da natureza para uma melhor apreensão das relações que se estabelecem entre sociedade e natureza.

Essa pesquisa visa compreender como se dá construção dos conceitos de sociedade-natureza e sua relação no processo didático-pedagógico da disciplina de geografia no 6° ano do ensino fundamental II. Assim, como objetivos específicos pretende-se compreender teoricamente com se dá a construção dos conceitos de sociedade-natureza na geografia enquanto ciência e disciplina escolar no Brasil; analisar os conteúdos de Geografia nos documentos curriculares na formação dos conceitos de sociedade-natureza para a compreensão da relação no processo de construção do conhecimento geográfico; discutir o conceito de natureza e sociedade nos livros didáticos do 6° ano no ensino fundamental (PNLD 2017 e 2019), através da linguagem imagética e não imagética e analisar a proposta teórico-metodológica do professor de Geografia 6° ano no ensino fundamental na construção dos conceitos de sociedade-natureza e a relação estabelecida.

A Geografia tem um papel fundamental na construção do conhecimento dos alunos, através do estudo do seu objeto de análise o espaço geográfico, relacionando as categorias de que norteia a produção do conhecimento geográfico.

Justifica-se realizar este estudo por demonstrar como se dá a relação do livro didático com o processo de ensino-aprendizagem. Também se estabelece a pouca produção sobre a relação sociedade-natureza no processo didático-pedagógico no ensino de geografia.

Como procedimento metodológico se utilizará a pesquisa de campo e entrevistas, combinando a análise quali-quantitativa. A pesquisa será realizada, em um primeiro momento, por meio de levantamentos bibliográficos impressos e em meios eletrônicos que tratam do objeto de pesquisa

Posteriormente se realizará a escolha dos professores de Geografia colaboradores da pesquisa seguindo alguns critérios como: ministram aulas no 6° ano do ensino fundamental II. Se fez a escolha de utilizar somente os professores e os livros didáticos do 6° ano por se entender que o processo de ensino-aprendizagem de Geografia no Ensino Fundamental II representa uma continuação do Fundamental I, as destrezas dos alunos de ler, escrever, interpretar.

Subsequente se fará análise dos livros didáticos utilizados pelos professores, levando em consideração a relação sociedade-natureza, utilizando as linguagens imagéticas e não imagéticas, através do conteúdo inserido nos livros didáticos.

Serão realizadas entrevistas com os professores, para compreender quais os fatores estão ligados à sua atuação em sala de aula, as questões a serem feitas, parte de um roteiro de entrevista semiestruturada com questões abertas e fechadas previamente elaborado, que atenda aos objetivos da pesquisa

As entrevistas serão transcritas e analisadas, para produção de textos, discutindo a proposta teórico-metodológica utilizada pelo professor em sala de aula, relacionando com a construção teórica da ciência geográfica, e, da construção do conhecimento perante ao aluno.



Palavras-chave


Geografia Escolar; História do Pensamento Geográfico; Livro Didatico