Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
REVISÃO NARRATIVA SOBRE A SÍNDROME CONGÊNITA DO ZIKA VÍRUS E A MICROCEFALIA
Gênesis vivianne Soares Ferreira ruz, Reni Aparecida Barsaglini

Última alteração: 03-10-18

Resumo


Trata-se de uma pesquisa bibliográfica de caráter exploratório, do tipo revisão narrativa, para descrever e discutir o estado da arte sobre os estudos acerca da experiência da SCZV, sob o ponto de vista teórico e contextual. Para tanto, foi realizada busca eletrônica por artigos científicos nacionais e internacionais que abordavam a questões que envolvessem o conhecimento, as atitudes e os comportamentos das pessoas, especialmente familiares e a SCZV, disponíveis nos seguintes bancos de dados de acesso direto: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), National Library of Medicine's – NLM (MEDLINE) e Google Scholar, utilizando os Descritores em Ciências da Saúde (DeCS) na língua inglesa: “Microcephaly”, “Zika Vírus” e “Parents”. Como critérios de inclusão: artigos científicos nacionais e internacionais, publicados nos bancos de dados virtuais 2014 a 2017, que abordassem a temática da revisão, nos idiomas inglês, espanhol ou português, sendo ainda, periódicos indexados nos bancos de dados com textos completos, com acesso gratuito, e que possuíssem relevância para este estudo. A busca eletrônica ocorreu entre dezembro de 2017 e janeiro de 2018. Os dados obtidos foram ordenados em uma tabela e, em seguida, realizou-se análise dos dados, por meio de categorias temáticas, analisando o conteúdo de cada artigo selecionado. Foram localizados 1940 artigos, destes 42 foram pré-selecionados pelo título, perfazendo no total: 21 artigos científicos. Para a revisão narrativa, elencou-se dois grandes eixos temáticos que trazem as principais ideias extraídas do conteúdo dos artigos selecionados: Conhecimentos, atitudes e comportamentos de pessoas no manejo do Zika Vírus/Síndrome Congênita do Zika Vírus; e Notas, histórias e experiências de familiares de crianças afetadas pela Síndrome Congênita do Zika Vírus. No primeiro eixo encontram-se estudos que revelaram a experiência indireta das pessoas com relação à epidemia do ZIKV e suas considerações sobre as implicações e consequências na gestação e planejamento reprodutivo, como modo de vivenciar o fenômeno. Evidenciou-se a necessidade de empreender mais esforços para preencher certas lacunas de pesquisa, avançar e aprofundar em questões mais subjetivas, lançando mão de outras opções teórico metodológicas, como os métodos qualitativos e as abordagens compreensivas, a fim de analisar melhor o fenômeno da experiência indireta com relação ao Zika Vírus e suas complicações. No segundo eixo, os estudos revelaram a vivência e o cotidiano de familiares/crianças acometidas que experimentaram diretamente a relação do ZIKV e suas complicações, seja na própria condição de deficiência e estigma das crianças com a SCVZ, seja na condição de cuidadores/familiares que carregam sobre si a sobrecarga física e emocional em busca/gerenciamento de cuidados contínuos e à necessidade de acesso a serviços de saúde especializados. Destacou-se o avanço das pesquisas brasileiras na compreensão da experiência direta da família no cuidado das crianças afetadas pela microcefalia e SCZV, valorizando aspectos da sua subjetividade e peculiaridades. No entanto, aponta-se a necessidade de empreender estudos mais aprofundados para a compreensão do fenômeno, especialmente nas regiões brasileiras ainda não estudadas, como é o caso da região Centro-Oeste, tendo em vista os aspectos regionais e socioculturais que marcam os significados e a produção de sentidos na vivência e no cotidiano de uma condição crônica de vida.

Palavras-chave


microcefalia; experiencia do adoecimento; condicao cronica

Referências


MANDÚ, E. N. T; PEDUZZI, M.; SILVA, A. M. N. Análise da produção científica nacional sobre o trabalho de enfermagem. Revista Enfermagem UERJ, Rio de Janeiro, vol. 20, n. 1, p.118-23, jan/mar., 2012.

MINAYO, M.C.S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14. ed. São Paulo: Hucitec, 2014.

VOSGERAU, D. S. A. R; ROMANOWSKI, J. P. Estudos de revisão: implicações conceituais e metodológicas. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, n. 41, v. 14, p. 165-189, jan/abr., 2014.