Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Sortimento de Eucalipto em diferentes classes diamétricas
Martha Aguiar dos Santos, Ronaldo Drescher, Rômulo Môra

Última alteração: 08-10-18

Resumo


Os empreendedores florestais buscam alternativas cada vez mais rentáveis nas atividades florestais. A quantificação do volume e dos bens madeiráveis possibilita a predição de múltiplos usos da madeira, viabilizando e agregando valor significativo aos produtos oriundo desta atividade. Assim, quando uma mesma árvore tem diversos usos, o seu valor agregado é qualificado e alcança preços diferenciados no mercado. Neste cenário, no presente trabalho teve como objetivo estudar a forma de tronco do híbrido Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla e determinar o sortimento para esse povoamento. O povoamento apresenta idades entre 5 e 12 anos, de origem seminal e clonal. A base de dados foi composta por 270 árvores cubadas através do método de Smalian e abrangendo diâmetros entre 6,0 cm e 40,0 cm no dap (diâmetro a 1,30 m a partir do solo). O povoamento é inequiâneo e de propriedade da LiptosFlora, localizada em Tangará da Serra, no Mato Grosso. Foram estudadas cinco funções de afilamento, para o povoamento e para os dados estratificados em classes de dap. Foi comparada a acurácia das estimativas dos diâmetros ao longo do fuste através dos ajustes de funções de afilamento e, ainda, comparou-se a acurácia das estimativas dos volumes totais para o conjunto total dos dados. A acurácia das estimativas obtidas por modelo foi feita em função do coeficiente de correlação, erro padrão da estimativa, critério de informação de Akaike (AIC) e análise gráfica da distribuição dos resíduos (%). Com base nos critérios estatísticos de avaliação dos resultados estimados, verificou-se que as equações de Schöepfer (1966) e Max e Burkhart (1976) obtiveram resultados mais acurados, tanto para o conjunto de dados totais, quanto por classe diamétrica, sendo indicados para estimativas de diâmetro ao longo do fuste, porém foi escolhido para o estudo a função de Schöepfer por ser mais utilizada no meio florestal. Após selecionada e escolhida a função mais acurada, foi estimado o volume total e determinadas cinco classes de sortimentos de madeira, sendo: Energia; Mourão de Cerca; Serraria 1; Serraria 2 e Laminação. Os cálculos dos sortimentos foram feitos através do Programa FlorExel®. E revelou o potencial dos povoamentos para destinação de produtos nobres, como serraria e laminação.

 


Palavras-chave


afilamento; modelagem; multiprodutos.