Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Miss Gay - O protagonismo gay e os atos performáticos de gênero
Muryllo Rhafael Lorensoni, José Serafim Bertoloto

Última alteração: 04-10-18

Resumo


Um estudo etnográfico que busca problematizar aspectos relativos às ações sociais no que diz respeito ao destaque dado ao protagonismo gay, travesti e transexual dos concursos de beleza designados concursos de Miss. As reflexões aqui colocadas visam à compreensão da lógica própria utilizada nesses certames que opera a partir de uma articulação de conceitos vinculados aos marcadores sociais da diferença, tais como gênero, sexualidade, raça, classe, geração e etnicidade. É necessário mencionar que este estudo, inserido nos campos teóricos dos estudos culturais, da antropologia e dos estudos de gênero e sexualidade embasados na analítica queer, identifica-se com pesquisas cujo foco é a discussão de como a articulação de conceitos relativos aos marcadores sociais da diferença (gênero, raça, classe, sexualidade e geração) pode engendrar ideais performativos de masculinidade e feminilidade em concursos de beleza (e de performance). Tal projeto vai ao encontro de várias pesquisas atuais de gênero, porém, apoia-se em um objeto pouco explorado que são os concursos de Miss com temática Gay.


Palavras-chave


Miss Gay, Gênero, Performance, Queer.