Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
PANORAMA HISTÓRICO DA LICENCIATURA EM MATEMÁTICA NA UFMT: UMA TRAJETÓRIA DE SUA CONSTRUÇÃO, DESENVOLVIMENTO E PERSPECTIVAS SOBRE OS SABERES PARA ENSINAR
Elislene Mendes Mendes, Gladys Denise Wielewski

Última alteração: 04-10-18

Resumo


Este projeto tem por objetivo realizar um estudo acerca da trajetória histórica dos saberes docentes dos cursos presenciais de formação de professores de Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso, a partir da análise de Projetos Pedagógicos de Cursos (PPC’s). A presente pesquisa está vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT, na linha de pesquisa em Educação em Ciências e Educação Matemática, sob a orientação da Profª Drª Gladys Denise Wielewski juntamente com o Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Matemática – GRUEPEM, A pesquisa será baseada em análise documental e revisão bibliográfica. Os referenciais teóricos e metodológicos serão construídos com bases nos escritos de Marc Bloch, Jacques Le Goff e Roger Chartier, todos vinculados à corrente historiográfica. Como metodologia de análise, farei uso da análise documental dos PPC’s e valendo-se da metodologia de abordagem qualitativa, será possível construir um panorama da formação inicial de professores de Matemática na UFMT, com a identificação de tendências e o apontamento de perspectivas de regionalização e ajustamento da formação de professores às demandas legais e sociais da atualidade.


Palavras-chave


História da Educação Matemática; Licenciatura em Matemática; Saberes Docentes; UFMT;

Referências


 

BOGDAN, R.C.; BIKLEN, S.K. Investigação qualitativa em educação. Portugal: Porto, 1994.

 

BLOCH, M. L. B. Apologia da história, ou, O ofício do historiador. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

 

CHARTIER, R. A história ou a leitura do tempo. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010.

 

D’Ambrosio, U. Uma história da matemática concisa no Brasil.Petrópolis: Vozes, 2008.

 

DORILEO, Benedito Pedro. Ensino superior em Mato Grosso. Campinas: Komedi, 2005.

 

FREITAS, A. V. Educação Matemática e Educação de Jovens e Adultos: estado da arte de publicações em periódicos (2000 a 2010). 2013. 359f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

FREITAS, Renata Neves Tavares de Barros. Veredas da memória: a conquista do ensino superior em Mato Grosso.Cuiabá: EdUFMT, 2004.

GATTI, B.A. et al. Formação de professores para o ensino fundamental:instituições formadoras e seus currículos; relatório de pesquisa. SãoPaulo: Fundação Carlos Chagas; Fundação Vitor Civita, 2008. 2v.

 

LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica / Marina de Andrade Marconi, Eva Maria Lakatos. - 5. ed. - São Paulo : Atlas, 2003.

 

LEITE, E. A. P. Estratégias metacognitivas na resolução de problemas matemáticos: um estudo de caso com estudantes da educação de jovens e adultos. 2011. 269 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Instituto de Educação, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá/MT, 2011.

 

LE GOFF, J. História e Memória. Campinas: Editora da Unicamp, 1992.

 

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M.E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2 ed. – Rio de Janeiro: E.P.U., 2013.

 

MAGALHÃES, Justino P. Contributo para a História das Instituições Educativas – entre a memória e o arquivo. In: FERNANDES, R; MAGALHÃES, J. (org.). Para a História do Ensino Liceal em Portugal. Actas dos Colóquios do I Centenário da Reforma Jaime Moniz (1894-1895). Braga: Universidade do Minho, p. 63-77, 1999.

 

VALENTE, Wagner R. Do engenheiro ao licenciado: Subsídios para a história da profissionalização do professor de matemática no Brasil. In: Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v.5, p. 75-94, 2005.