Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
POLITICAS PÚBLICAS PARA O CINEMA EM CUIABÁ: PESQUISANDO A DISTRIBUIÇÃO E A FORMAÇÃO DE PLATEIA
Naiara Cristina Gonçalves Rocha Passos, Andrea Ferraz Fernandez

Última alteração: 04-10-18

Resumo


A contemporaneidade, no estágio tardio do capitalismo, colocou em evidência processos e fenômenos verificados em escala global que estão reconfigurando as instituições modernas, as práticas e formas de organização e produção da vida social. O cinema é uma dessas práticas e não é mais possível pensar nele unicamente como um meio de expressão cultural, pois ele extravasa esse lugar e se torna multifacetado. Entender a evolução histórica da cinematografia nacional até chegar à construção da história recente do cinema latino-americano, enfocando as vertentes políticas, culturais e econômicas, torna-se fundamental para compreender aspectos simbólicos e mercadológicos dessas produções. Partindo dessa constatação, este projeto de doutorado em Estudos de Cultura Contemporânea objetiva investigar como tem sido formulada e implementada a política de acesso ao cinema independente no Brasil, averiguando as propostas da ANCINE, seus editais, cotas e principalmente sua política de fomento à etapa de distribuição, com recorte para as produções feitas em Cuiabá-MT,  paralelamente analisar como as políticas de distribuição influenciam a formação de plateia para os filmes independentes em Cuiabá e a perspectiva da decolonialidade.


Palavras-chave


Políticas públicas. Cinema independente. Formação de plateia. Globalização