Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Taxonomia molecular e filogenia de Brycon (Characiformes, Characidae: Bryconinae)
Pabila Stephanie de Souza Arruda, Paulo Cesar Venere, Daniela Cristina Ferreira

Última alteração: 25-10-18

Resumo


Brycon é um importante grupo de peixes Neotropicais, sendo o principal gênero de Bryconinae, com 44 espécies válidas distribuídas em alguns rios da América Central e em praticamente todas as grandes bacias hidrográficas Sul Americanas. Estes peixes são de médio à grande porte, migradores, onívoros, importantes dispersores de sementes de florestas e matas ciliares, e bioindicadoras da qualidade do ambiente, uma vez que ocorrem, preferencialmente, em rios de águas limpas com alta oxigenação. Além disso, estes peixes são de grande relevância para a economia já que são muito apreciados na pesca esportiva, de subsistência e profissional. Estudos utilizando dados morfológicos e moleculares dentro do gênero sugerem uma não monofilia para o grupo, bem como problemas taxonômicos mal resolvidos. Assim, este trabalho tem por objetivo i) realizar a identificação molecular utilizando a técnica de DNA barcode e; ii) testar uma hipótese mais robusta de relacionamento entre as espécies do gênero, uma vez que muitas das relações entre elas ainda são mal resolvidas. Para isso, faremos a reconstrução filogenética do grupo, empregando técnicas mais modernas de sequenciamento de nova geração de elementos ultra conservados (UCEs), cuja utilização na sistemática filogenética tem se mostrado promissora. Até o presente momento foram realizadas as extrações de DNA e amplificação por PCR (Reação em Cadeia da Polimerase) do gene COI de 150 amostras, que posteriormente serão enviadas para o sequenciamento e depois analisadas. Assim, o presente projeto se propõe a analisar as espécies do gênero obtendo uma identificação precisa das mesmas, além de compreender melhor as relações de parentesco entre elas, contribuindo de fato com informações que possam nortear a elaboração de planos de manejo e conservação.


Palavras-chave


DNA barcode; filogenômica; filogeografia; identificação molecular

Referências


Abe, K.T., Mariguela, T.C., Avelino, G.S., Foresti, F. & Oliveira, C. (2014) Systematic and historical biogeography of the Bryconidae (Ostariophysi: Characiformes) suggesting a new rearrangement of its genera and an old origin of Mesoamerican ichthyofauna. BMC Evolutionary Biology, 14: 1-15.

Lima, F.C.T. (2017) A revision of the cis-andean species of the genus Brycon Müller & Troschel (Characiformes: Characidae). Zootaxa, p.189.

Travenzoli, N.M., Silva, P.C., Santos, U., Zanuncio, J.C.; Oliveira, C. & Dergam, J.A. (2015) Cytogenetic and molecular data demonstrate that the Bryconinae (Ostariophysi, Bryconidae) species from southeastern Brazil form a phylogenetic and phylogeographic unit. PLOS ONE, 10 (9), 1–18.

Ward, R.D., Zemlak, T.S., Innes, B.H.; Last, P.R. & Hebert, P.D.N. (2005) DNA barcoding Australia’s fish species. Philosophical Transactions of the Royal Society B. 360: 1847-1857.