Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Análise da variabilidade espaço-temporal da vegetação do Cerrado e Pantanal, Brasil por imagem LANDSAT
Tonny Jader de Moraes

Última alteração: 23-10-18

Resumo


Este trabalho analisa influência sazonal e interanual da precipitação nas regiões do Pantanal e Cerrado mato-grossense, com tipologias vegetais, cobertura, característica de solo e influencias hidrológicas e ambientais distintas, mas ao logo das latitudes -15º a -18º. Para o efeito, foram usados uma série temporal de 2007 a 2017 de variáveis climáticas PPT - precipitação acumulada anual, índice de vegetação NDVI - Normalized Difference Vegetation Index, obtidos na plataforma Giovanni da NASA (National Aeronautics and Space Administration) e da reflectância radiométrica do TM (Thematic Mapper) Landsat 5 e (OLI/ TIRS Operational Land Imager e Thermal Infrared Sensor) Landsat 8 com resolução espacial de 30 m. A série temporal de PPT utilizada foi derivada do satélite TRMM e NDVI derivado do Landsat 05 e 08. Os resultados mostraram um comportamento sazonal distintos no NDVI associado as variações da PPT para cada região, com uma defasagem associada a outros condicionantes locais. Além disso, foram observadas intensas anomalias no NDVI. Dessa maneira, a variabilidade da precipitação, influencia e provocar alterações no vigor e crescimento da vegetação nas regiões do Cerrado e  do Pantanal Mato-grossense.


Palavras-chave


NDVI; precipitação; Variabilidade espacial