Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
SENTIDOS DA EDUCAÇÃO NARRADOS PELOS PROFESSORES E PROFESSORAS DO CURSO DE PEDAGOGIA NA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO EM CÁCERES/MT
Jose ferreira da costa

Última alteração: 14-10-18

Resumo


Esta pesquisa que ora desenvolvemos, tem como foco os sentido da educação narrados pelos professores e professoras do curso de Pedagogia no Campus “Jane Vanini” da Universidade do Estado de Mato Grosso, na cidade de Cáceres. Buscamos como referência para realização deste trabalho as contribuições de Paulo Freire e de Merleau-Ponty no contexto filosófico, educacional e metodológico. Em princípio, fizemos uma contextualização histórica da Universidade e do curso de Pedagogia, trazendo para a compreensão os fundamentos teóricos e metodológicos em que sustentam a pesquisa. Em segundo lugar, fizemos um estudo interpretativo das ideias de Freire e Merleau-Ponty, para nos auxiliar na compreensão das informações narradas pelos onze professores e professoras que fazem parte da pesquisa. Neste contexto, partimos do princípio que, para que aconteça a ação pedagógica transformadora deve se ressaltar necessariamente a relação dos sujeitos de saberes produzidos pelas suas experiências e vivências diante do fenômenos que os cercam. Assim, a didática que se coloca como iniciadora do processo de interação, se realiza a partir da escuta sensível para que aconteça a aprendizagem, numa dinâmica em que, quem ensina, só ensina porque se torna capaz de apender no contexto vivido com os outros. Aqui percebe-se que as relações intersubjetivas se estabelecem pelo diálogo, na arte da percepção e acolhida dos saberes gerados pelos membros da comunidade, na relação da teoria e prática. A partir desta relação, realizamos a interpretação descritiva dos acontecimentos através das narrativas dos envolvidos na pesquisa.  A organização e sistematização das informações, partem da descrição das narrativas em diálogo com a fenomenologia e   com a filosofia manifestadas nas ideias de Paulo Freire e Merleau-Ponty. Neste estudo, o diálogo é um dos fundamentos tanto na coleta das informações quanto na organização metodológica das narrativas onde procuramos compreender a filiação teórica dos interlocutores, bem como as percepções sobre o fenômeno educativo; os pressupostos teóricos e metodológicos que estão contidos nas ações pedagógicas, que representem os modos de ensinar e aprender a partir de saberes que se constituam na relação de produção de conhecimento. Por último, apresentamos na última seção, a interpretação das narrativas, que expressam, inicialmente, que os interlocutores trabalham numa perspectiva de Educação transformadora e libertadora. Foi possível perceber também que as narrativas explicitam ações propositivas que privilegiam os saberes de professores sem o diálogo com os saberes dos acadêmicos e da comunidade, dando ênfase aos aspectos teóricos em detrimento dos práticos, que são fundamentais às relações dialógicas e interdisciplinares para a ação pedagógica produtoras de saberes coletivos e plurais entre os pares.


Palavras-chave


Narrativas, Educação transformadora, Fenomenologia

Referências


BICUDO, Mara Aparecida Viggiani. Sobre a Fenomenologia. In. BICUDO, Maria Aparecida Viggiani e SPÓSITO, Vitória Helena Cunha (org.). A pesquisa qualitativa em Educação: um enfoque fenomenológico. Piracicaba: 2.ed. UNIMEP, 1997.

DUPON, Pascal. Vocabulário de Merleau-Ponty. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000.

____________. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 5.ed.São Paulo: Paz e Terra, 1997.

LUDKE, Menga e ANDRÉ, Marli E.D.A, Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MERLEAU-PONTY, M. Signos. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

____________________. Conversas – 1948. São Paulo. Martins Fontes, 2004.

REZENDE, Antônio Muniz de. Concepção fenomenológica da Educação. São Paulo: Cortez e Autores Associados, 1990.