Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Microplásticos em córregos urbanos de Cuiabá e Várzea Grande-MT
Carolina Silva Nardes

Última alteração: 25-10-18

Resumo


Microplásticos são partículas de plástico menores que 5 milímetros. Elas têm sido encontradas com altas concentrações em ambientes de água doce em todo o mundo, afetando a biota presente nesses ecossistemas. Nos corpos d’água urbanos as fontes e dinâmica dos microplásticos ainda são pouco conhecidas. Essas partículas podem ser oriundas de pellets usados nas indústrias de plástico, microesferas nos produtos de higiene pessoal e cosméticos, fibras de roupas sintéticas, quebra de itens plásticos maiores, entre outros. O objetivo geral desta pesquisa é caracterizar as concentrações e fontes de microplásticos nos córregos urbanos oriundos da aglomeração populacional das cidades de Cuiabá e Várzea Grande-MT, identificando as diferenças espaciais e temporais dessa poluição. As coletas foram realizadas na água superficial da foz dos principais córregos urbanos dessas duas cidades na cheia e na estiagem, com uma rede de plâncton. Os microplásticos foram contados e classificados visualmente por meio de um estereomicroscópio. As categorias utilizadas foram fibra, fragmento, pellet, isopor e filme. Foram encontrados microplásticos em todos os 17 córregos amostrados nos dois períodos. Na área de estudo encontrou-se uma média de 15,1 itens de microplásticos por 100L-1 , variando de 5,1 a 62,4 por 100L-1 . A fibra foi a categoria mais presente nesse estudo (55%), seguida por fragmento (35%), filme (7%), pellet (2%) e isopor (1%), semelhante a outros estudos em rios urbanos, demonstrando uma importante contribuição da lavagem de roupas sintéticas para a poluição de microplásticos.