Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
FLUXO DE CRESCIMENTO DE GESTANTES EM PRÉ-NATAL: PLANTÃO PSICOLÓGICO PARA PROMOÇÃO DE SAÚDE
Pâmela Thais Delmondes, Fernanda Cândido Magalhães

Última alteração: 04-10-18

Resumo


Resumo: Esta pesquisa de mestrado nasceu da parceria entre o Programa de pós-graduação em Psicologia (PPGPSI) e o Grupo de pesquisa Argos-Gerar, vinculado ao Programa de pós-graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), configurando-se como ação interligada ao programa “Meu Parto”, que propõe integração multiprofissional entre pesquisa e assistência de saúde, com o objetivo de que as gestantes vinculadas ao projeto tornem-se protagonistas de seus partos. Este estudo está inserido na pesquisa “Tecnologias para o cuidado de enfermagem em saúde reprodutiva: estratégias para mudanças”, que compreende o acompanhamento das mulheres grávidas durante o pré-parto, parto, e pós-parto (PPP). Este recorte volta-se especificamente ao período pré-parto, momento em que as mulheres estão se preparando para o nascimento de seus filhos. O referencial usado na realização dos mesmos é a Abordagem Centrada na Pessoa (ACP), proposta por Carl Roger que considera as questões psicológicas sob a ótica de que os indivíduos, bem como o universo, tem tendência ao crescimento e desenvolvimento. Assim, o autor defende a existência de três atitudes promotoras do crescimento humano: congruência, consideração positiva incondicional e compreensão empática, quando essas atitudes são apresentadas, um clima acolhedor permite à pessoa sentir-se aceita e com condições de desenvolver maior consideração consigo, tornando-se mais congruente, podendo proporcionar um desenvolvimento pessoal. Considerando a necessidade de se pensar os aspectos psicológicos no momento do preparo da gestante, a Psicologia lança mão do Plantão Psicológico como estratégia de promoção de saúde para as participantes do programa “Meu Parto”. Como pesquisadora e facilitadora do crescimento humano, pretende-se participar do preparo no período gestacional, partindo da perspectiva de atuação integrada, na qual a perspectiva psicológica visa o desenvolvimento saudável da gestante e do bebê, na intenção de que possam crescer e se fortalecer de modo autônomo. Assim, o objetivo foi investigar a relevância da escuta psicológica centrada na gestante, descrevendo seu processo experiencial de crescimento e analisar o fluxo de crescimento humano com base nos atendimentos realizados com Plantões Psicológicos que estão sendo realizados nas Unidades Básicas de Saúde dos bairros Dr. Fábio I e II. O Plantão psicológico é um sistema de atendimento psicológico disponibilizado a quem necessite dele, em dias determinados com antecedência. A proposta é que se ofereça espaço de acolhimento para que a pessoa seja atendida no momento de sua necessidade. Até o momento foram realizados 5 Plantões e a escuta centrada têm nos mostrado que o acompanhamento humanizado às gestantes e seus acompanhantes tem sido um diferencial para em suas vidas, modificando suas percepções sobre o gestar e o parir.

 


Palavras-chave


Psicologia. Humanização. Abordagem Centrada na Pessoa. Enfermagem.

Referências


ROGERS, C. R. Um jeito de ser. São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária, 1983.

 

ROGERS, C. R.; KINGET, M. G. (Eds.). Psicoterapia e relações humanas (Vol. 1). Belo Horizonte: Inter livros, 1977a (1959).

 

________________ Psicoterapia e relações humanas (Vol. 2). Belo Horizonte: Inter livros, 1977b (1959).

TASSINARI, M. A. A clínica da urgência psicológica: contribuições da Abordagem Centrada na Pessoa e da Teoria do Caos. 2003. 231f. Tese (Doutorado em Psicologia), Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.