Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Avaliação de resíduos de agrotóxicos em Hortaliças comercializadas no município de Sinop-MT
Sra Ana Carolina Alves Amaral

Última alteração: 05-10-18

Resumo


Introdução: A aplicação de inseticidas é considerada um dos principais fatores no aumento da produtividade agrícola no século XXI, se consolidando como uma das principais formas de participação no Produto Interno Bruto (PIB).  Contudo, para manter esta elevada produção se torna necessário o uso de agrotóxicos, e estes agrotóxicos possuem vantagens de alta eficácia, segurança de colheita e aplicações de amplo alcance, no entanto, a maioria dos inseticidas tem a potencialidade de mudar ecossistemas, e muitos são prejudiciais aos seres humanos e pode ser bioacumulado. Tem sido relatado que a superexposição crônica aos agrotóxicos tem sido causa de transtornos psiquiátricos e doenças neurodegenerativas, como a doença de Parkinson. Neste contexto, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) criou em 2001 o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) com o objetivo de estruturar um serviço para avaliar e promover a qualidade dos alimentos em relação ao uso de agrotóxicos e afins. O crescente uso de agrotóxicos na produção agrícola e a consequente presença de resíduos acima dos níveis autorizados nos alimentos têm sido alvos de preocupação no âmbito da saúde pública. Ojetivo: Avaliar os níveis dos inseticidas, organofosforados e neonicotinóides, em alface e tomate obtidos em supermercados e feiras da região de Sinop - MT, com o intuito de prevenção e controle de danos a saúde pública. Metodologia: Para análise de multiresíduos de praguicidas será utilizado o método de extração denomidado QuEChERS (Quick, Easy, Cheap, Effective, Rugged, Safe), onde a extração é realizada com acetonitrila, seguida da partição, promovida pela adição de sais. Para obter melhores resultados as amostras serão analisadas por cromatografia gasosa acoplado a espectro de massa e realizada na EMBRAPA Agrossilvipastoril (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), em parceria com a pesquisadora da Dr° Silvia de Carvalho Campos Botelho. É possível determinar vários componentes de uma amostra por meio de um cromatógrafo, desde que suas propriedades físicas e químicas sejam conhecidas previamente destacando-se da maioria dos analisadores que são dedicados a análise quantitativa de um único componente ou parâmetros. O acoplamento de um cromatógrafo com o espectrômetro de massas combina as vantagens da cromatografia (alta seletividade e eficiência de separação) com as vantagens da espectrometria de massas (obtenção de informação estrutural, massa molar e aumento adicional da seletividade).  Resultados esperados: Com a execução deste trabalho é esperado o desenvolvimento e validação de uma metodologia analítica capaz de identificar e quantificar os agrotóxicos da classe de organofosforados e neonicotinóides em amostras de alface e tomate comercializadas no município de Sinop-MT. A execução deste trabalho poderá contribuir para a prevenção e controle de danos à saúde pública originados pela exposição de inseticidas presentes em alimentos que são extensamente consumidos pela população brasileira. Adicionalmente, os resultados deste trabalho poderão fornecer subsídios ao poder público para a implementação de ações de natureza regulatória, fiscalizatória e educativa.


Palavras-chave


Toxicologia de alimentos, agrotóxicos, organofosforados, neonicotinóides.