Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Uso de sensor termal acoplado a ARP (Aeronave Remotamente Pilotada) na agricultura: identificação das alterações fisiológicas no algodão provocadas por nematoide de galha (Meloidogyne incognita) nas plantações de algodão
Daniel Victor Brito Rodrigues

Última alteração: 26-10-18

Resumo


Um dos principais desafios do Estado de Mato Grosso para manter consolidado sua posição de maior produtor de algodão do País exige, necessariamente, uma mudança na forma tradicional do cultivo do algodão, para praticas modernas, com incorporação de ferramentas tecnológicas para monitoramento do ciclo da planta e das doenças e pragas que a acometem, tarefa para qual técnicas de sensoriamento Remoto, mediante o uso de ARPs, tornam-se ferramentas promissoras. Novas tecnologias estão revolucionando o uso do sensoriamento remoto na agricultura. Criado, inicialmente, para uso militar, as aeronaves remotamente pilotadas -ARP, atualmente são usados em diversos setores da economia e saúde, sendo a agricultura um deles. As ARPs permitem coletar informações da saúde das plantações, com uma resolução de cm por pixel e resolução temporal totalmente customizável, não disponíveis nas imagens de satélites, a um custo, relativamente, baixo. É notório que, o monitoramento da saúde das plantas é essencial para o produtor, pois os elevados gastos com agrotóxicos para prevenção ou correção de doenças na lavoura, tendem a influenciar severamente nos custos da produção e no preço final do produto no mercado interno e externo. Neste contexto, a partir de uma ARP multi-rotor, equipado com uma câmera térmica (Flir T-420), esta pesquisa propõe estudar a capacidade de uso de imagens termais obtidas por ARP na identificação e monitoramento de uma das principais doenças da cultura algodoeira no estado, a Nematoide de galha (Meloidogyne incognita). A metodologia inclui intensivos trabalhos de campo para parametrização das condições fitossanitárias (estágios de doenças), incluindo ensaios de tratamentos diversificados (número e tipos de aplicações etc.) em diferentes talhões das áreas experimentais do Instituto Mato-Grossense do Algodão (IMAmt). Os trabalhos de sensoriamento remoto incluem o aperfeiçoamento técnico do ARP multi-rotor, visitas regulares para campanhas de imageamento nos polos de atividade do IMAmt. Os procedimentos metodológicos incluirão duas etapas principais (Levantamentos de campo, e análise de imagens termal). Os levantamentos de campo ocorrerão nos municípios de Primavera do Leste. Será realizado durante um ciclo de seis meses. As lavouras dos experimentos serão monitoradas diariamente por técnicos, diagnosticando ocorrência de doenças e acompanhando o estado nutritivo do solo. As interações entre fatores climáticos, edáficos e fitossanitários sobre a cultura são complexas e variam em função do desenvolvimento fenológico da cultura. Para obter resultados com significância estatística devem ser maximizados o número adquirido de medições espectrais pelo ARP. O incentivo às pesquisas cientificas que combinam o uso de ARPs multi-rotores e Sensoriamento Remoto no monitoramento de lavouras é bastante escasso no estado de Mato Grosso. Porém, Avanços tecnológicos no monitoramento e controle de doenças são de extrema importância para o setor algodoeiro e para a economia do Estado e do País. Pois, a prevenção e o combate aos patogênicos pode ser feito de forma direcionada, no tempo e quantidade correta, beneficiando o agricultor, mediante o aumento da produção agrícola, redução de gastos com agrotóxicos e melhoramento da qualidade do produto e o Estado, já que o algodão é um grande contribuinte na balança comercial e no PIB nacional.


Palavras-chave


ARP; agricultura; termal

Referências


ANDRADE, J. Bittencourt de. Fotogrametria. Ed. SBEE. Curitiba, Brasil: 1998.

Baker, D. N.,J.D. Hesketh, And W. G. Duncan. The simulation of growth and yield in cotton. I. Gross photosynthesis, respiration and growth. Crop Sci.12:431-435.1972. 1972.

Blyenburgh, P., V. "ARPs: an Overview “Air and Space Europe Vol.I no 5/6”. 1999.

MARANHA, F.G.C.B, RAMALHO, M.A.P. & FARIAS, F.J.C. Estratégias de análise da reação de cultivares de algodoeiro a patógenos. Revista Brasileira de Oleaginosas eFibrosas. 6(2): 565-575. 2002.

NOVO, E. M. L. de M. Sensoriamento Remoto: Princípios e Aplicações. Editora Edgar Blücher ltda. São José dos Campos, 1989. 308p.

Oerke, E.-C., Fröhling, P. and Steiner, U. Thermographic Assessment of Scab Disease on Apple Leaves. Precision Agriculture, 12, 699-715. 2011