Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
AVALIAÇÃO MICROCLIMÁTICA E DE CONFORTO TÉRMICO EM PARQUES URBANOS COM CORPOS HÍDRICOS
Ana Clara Alves Justi

Última alteração: 23-10-18

Resumo


Atualmente mais da metade da população mundial reside em áreas urbanas e essa proporção tende a aumentar, induzindo o crescimento urbano tanto em termos de tamanho, quanto em termos de densidade. Entretanto, a rápida urbanização traz consigo não apenas a centralização funcional, mas também a deterioração contínua do ambiente urbano, como por exemplo, a redução do conforto térmico. Nesse contexto, os parques urbanos e os espaços verdes possuem o potencial de promover áreas ambientalmente confortáveis, principalmente para as cidades que registram altas médias de temperatura do ar, como o caso de Cuiabá. Sendo assim, o objetivo geral desta pesquisa foi avaliar as condições microclimáticas e de conforto térmico em parques urbanos com corpos hídricos, localizados na cidade de Cuiabá-MT. Para atingir tal objetivo, estipulou-se como objetivos específicos: caracterizar o comportamento das variáveis micrometeorológicas e microclimáticas durante o período seco e chuvoso correspondente às coletas de dados; analisar o conforto térmico por intermédio da Temperatura Fisiológica Equivalente (PET) e verificar a relação entre as características paisagísticas dos parques, as variáveis microclimáticas e a sensação térmica. Os dados serão coletados nos parques Tia Nair e das Águas durante um ano, iniciando-se em outubro de 2017 e finalizando-se em setembro de 2018. Pretende-se com esse estudo, colaborar com a sociedade acadêmica, fornecendo dados para trabalhos futuros e com a sociedade civil, auxiliando no projeto e construção de parques urbanos que melhoram o conforto térmico da população.

Palavras-chave


Temperatura do ar, transecto móvel, umidade do ar