Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Diagnóstico dos atributos físico-hídricos dos solos do cerrado Mato-Grossense e sua relação com a estagnação da produtividade de soja e milho no Estado
Edwaldo Dias Bocuti, Edwaldo Dias Bocuti, Ricardo Santos Silva Amorim, Marcelo Ribeiro Vilela Prado, Luis Augusto Di Loreto Di Raimo, Kaynara Fabíola Lima Kavasaki, Adriano Gomes

Última alteração: 23-10-18

Resumo


Os solos agrícolas do cerrado Mato-Grossense são utilizados anualmente com pelo menos duas safras de grãos, entretanto pouco tem sido estudado sobre a qualidade física desses solos. Entretanto, após vários anos de cultivo algumas propriedades físicas e físico-hídricas do solo podem ser alteradas de forma expressivas e, desta forma, apresentar uma relevante relação com a estagnação da produtividade de soja e milho no Estado, uma vez que essas propriedades são determinantes da capacidade de retenção e disponibilidade de água e nutrientes às plantas. Senso assim, o presente trabalho visa diagnosticar as condições físicas e físico-hídricas dos solos do cerrado mato-grossense e avaliar sua relação com a estagnação da produtividade das lavouras de soja e milho no estado de Mato Grosso. Para tal foram coletadas amostras de solo em 37 áreas de produção agrícola. Em cada área foram definidos três 3 pontos de amostragem, nos quais foram abertas três mini-trinceiras para coletas de amostras indeformadas e semi-deformadas nas profundidades de 0 a 10 e 10 a 20 cm para determinação dos atributos físicos e físico-hídricos do solo. Todas as amostras, após correto acondicionamento, foram guardadas no laboratório de física do solo da Universidade Federal de Mato Grosso/Campus Cuiabá onde estão sendo realizadas análises para determinação dos seguintes atributos: densidade relativa, densidade aparente, resistência a penetração, índice S e curva de retenção de água de solo, condutividade hidráulica do solo, textura, fracionamento da areia, grau de floculação da argila, teor de matéria orgânica, macroporosidade, microporosidade, porosidade total, estabilidade de agregados e micromorfometria de agregados. Os resultados parciais referentes às variáveis argila, silte, areia, areia muito grossa, areia grossa, areia média, areia fina, areia muito fina, índice de estabilidade de agregados, microporosidade, macroporosidade, porosidade total, densidade aparente do solo, diâmetro médio ponderado, diâmetro médio geométrico, argila dispersa em água e grau de floculação, foi possível verificar que os solos das áreas se diferem estatisticamente entre si, pelo teste de Kruskal Wallis (p ≤ 0,05). Todas as áreas apresentaram diferenças estatística entre si em pelo menos um dos atributos determinados até o momento, na profundidade de 0-10 e 10-20.


Palavras-chave


física do solo, Soja e milho, produção