Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
EFEITO DO SOMBREAMENTO SOBRE A QUANTIDADE DE BACTÉRIAS EM SOLO SOB SISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA (ILPF) NA AMAZÔNIA
Cezar Ernani Mancini

Última alteração: 15-10-18

Resumo


Os microrganismos que estão presentes na biota do solo são variados em relação a aspectos de espécies, funções, interações, habitat, fisiologia e nutrição, entre outros. A quantidade e diversidade de bactérias são parâmetros muito importantes no melhor entendimento da composição da microbiota desse solo. Alguns fatores (constituição genética, condições ambientais, disponibilidade de substrato) podem afetar a quantidade e a diversidade das comunidades microbianas do solo. Outro aspecto que pode modular a microbiota do solo é o sistema de produção utilizado, bem como o manejo realizado. Os sistemas integrados de produção têm sido estudados com objetivo de melhor entender como ocorre a dinâmica da microbiota nesses sistemas quando comparados com sistemas exclusivos de cultivo. Neste contexto, este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do sombreamento sobre a quantidade de bactérias em solo sob sistema lavoura pecuária floresta situado na Amazônia.  A área experimental pertence a Embrapa Agrossilvipastoril de Sinop-MT e para a avaliação do efeito do sombreamento sobre a quantidade de bactérias, foi selecionado o tratamento de integração lavoura pecuária floresta dispostos em 4 blocos. A coleta do solo foi realizada com auxílio de um trado holandês na profundidade de 0-10cm. As parcelas dos 4 blocos foram divididas em 5 Pontos(P) de coleta (P1-15 m de distância das árvores de eucalipto; P2-7,5 m de distância das árvores de eucalipto; P3- embaixo das árvores de eucalipto; P4-7,5 m e P5-15 m de distância das árvores de eucalipto no sentido oposto ao P1 e P2). Amostras compostas a partir de 25 subamos em cada ponto.   A determinação do número de bactérias foi realizada pelo UFC e foi realizada com 10g de solo de cada amostra submetidos a diluição seriada em 90 mL de tampão fosfato (PBS), a contagem foi realizada em placas contendo meio TSA 10% (Triptona Soja Agar) com adição do fungicida. Os dados de contagens de bactérias totais atenderam aos pressupostos para realização da análise de variância (normalidade e homogeneidade de variâncias). Os valores de UFC foram transformados em logaritmo decimal e expressos em log UFC/g solo seco. Não houve diferença significatiava (p>0,5) para log UFC/g solo seco nos postos de coleta testados, assim, não houve influência do sombreamento na quantidade de bactéria. Os fatores que podem influenciar a microbiota do solo são muitos, porém, a modificação pode ser resultante da ação de uma ou mais variáveis isoladas e de suas numerosas interações. Neste estudo, foi possível observar que isoladamente o sombreamento e a distância das árvores de eucalipto não influenciaram na quantidade de bactérias presentes no solo, talvez o sombreamento influencie na diversidade de bactérias, já que a disponibilidade de substratos são diferentes entre os pontos (embaixo das árvores em relação aos outros pontos). Assim, destaca-se o incentivo a ciência para expandir as pesquisar no que tange os sistemas integrados de produção agrícola, com produção e lucratividade e diminuição dos impactos ambientais.


Palavras-chave


Integração Lavoura Pecuária Floresta; microbiota do solo; Unidade Formadora de Colônias de bactérias.

Referências


FERREIRA, A. Interação entre bactérias endofíticas e do rizoplano de Eucalyptus. 2008. 77 f. Dissertação (Mestrado) – Área de Concentração: Genética e Melhoramento de Plantas, Universidade de São Paulo, Piracicaba.

DA SILVEIRA, Adriana Parada Dias; DOS SANTOS FREITAS, Sueli. Microbiota do solo e qualidade ambiental. Instituto Agronômico, 2007.

MATTOS, MLT. Microbiologia do solo. Embrapa Clima Temperado-Capítulo em livro científico (ALICE).

CARDOSO, E. J. B. N.; TSAI, Siu Mui; NEVES, Maria Cristina Prata. Microbiologia do solo. Campinas: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 1992.

DO CARMO, KELLEN BANHOS. COMUNIDADE BACTERIANA DO SOLO E SEU POTENCIAL BIOTECNOLÓGICO SOB SISTEMAS INTEGRADOS NO ECÓTONO CERRADO AMAZÔNIA. Tese (doutorado) apresentado a UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE AGRONOMIA E MEDICINA VETERINÁRIA Programa de Pós-Graduação em Agricultura Tropical, Cuiabá, 2015.