Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Análogo hídrico-elétrico do caule com capacitância hídrica variável
LUIS PHILIPPE ARRUDA LIMA, Denilton Carlos Gaio

Última alteração: 23-10-18

Resumo


Estudos sobre analogia hídrico-elétrica no contínuo Solo-Planta-Atmosfera (SPA) vêm tomando expressão nos últimos anos. Asseguradas pelas Leis de Kirchhoff, nesse contexto, a modelagem em software de simulador de circuitos se faz possível por meio da utilização de dispositivos hídricos (modelagem in silico). Entre as partes formadoras do SPA está o caule que desempenha papel fundamental no transporte e no armazenamento de água na planta e o seu circuito representativo tem sido tratado como um conjunto de resistores e capacitores com capacitâncias hídricas constantes. No entanto, tem-se verificado em trabalhos experimentais que o estoque de armazenamento de água no caule varia conforme a variação do potencial hídrico na planta. Assim, faz-se necessário a utilização de dispositivos eletrônicos que apresentem capacitância variável em função do potencial elétrico, sendo então a hipótese motivadora desta pesquisa. Para calibração e validação do modelo, um arranjo experimental com 198 lisímetros de pesagem foi montado para realização de dois experimentos, visando obter informações de fluxo e de armazenamento hídrico em caules de plantas de feijão comum (Phaseolus vulgaris L.). Espera-se que o circuito formado por diodo varicap ou por dispositivo definido por equação apresente performance próxima à realidade da planta para que assim possa evidenciar o potencial existente nos estudos de analogia elétrica à dinâmica hídrica no contínuo SPA.


Palavras-chave


Capacitância do caule; Dispositivo hídrico; Analogia elétrica de plantas