Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Marcadores microssatélites como ferramenta para diversidade genética em Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887), na Bacia do Rio Paraguai, Brasil.
Gisele da Silva Ferreira Braga

Última alteração: 25-10-18

Resumo


As restrições impostas pelos represamentos causam impactos diretos sobre espécies migradoras, especialmente em sua variabilidade genética, podendo levar a extinção de ecótipos migradores de longas distâncias até a extinção da espécie. Assim, o objetivo desse projeto é avaliar a diversidade genética de Piaractus mesopotamicus (Pacu), um peixe migrador, oriundo de rios da bacia do Paraguai e áreas impactadas por empreendimentos hidrelétricos. O estudo está sendo desenvolvido ao longo da Bacia do Paraguai abrangendo rios impactados e não impactados diretamente por barragens hidrelétricas. Um total de 500 amostras de tecidos de 16 (dezesseis) locais já foram coletadas e adquiridas em colaboração com outros pesquisadores. Extração de DNA e testes para amplificação por PCR dos locos microssatélites está em processo no laboratório, para posterior marcação por fluorescência e genotipagem do DNA. Um total de 110 tecidos teve seu DNA extraído com boa qualidade, e os testes de protocolo de PCR continuam. Com isso, espera-se realizar a identificação molecular dos espécimes coletados, estimar a variação genética intra e interespecífica e o número de alelos dos oito locos microssatélites das (da) populações (ão) de pacu presentes nas áreas de estudo. Além disso, será possível conhecer o nível de estruturação populacional da espécie em ambientes naturais, uma vez que a mesma, além de sua inerente importância ecológica, é de grande importância comercial na produção aquícola do Brasil.


Palavras-chave


SSR; Pacu; Polimorfismo; DNA