Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Processo Escolar e os seus aspectos psicossociais na construção da identidade negra
Emanuelle Carine da Silva Souza

Última alteração: 14-10-18

Resumo


A pesquisa da qual resulta o presente trabalho em processo de elaboração tem como discussão compreender e analisar os aspectos psicossociais do processo escolar na construção da identidade negra a partir das histórias escolares dos participantes da pesquisa e está sob orientação da Prof.ª Dr.ª Candida Soares da Costa. O referencial teórico abrange as áreas principais das Relações Raciais e Educação fazendo interface com a Psicologia. A pesquisa desenvolve sob abordagem qualitativa, utilizando a História Oral como metodologia e a entrevista como instrumento principal de coleta de dados, além das observações anotadas no caderno de campo. As entrevistas foram realizadas no município de Cuiabá, na sala 317 do Instituto de Educação (UFMT) e contou com a presença de nove participantes – sendo quatro mulheres e cinco homens – acima de 18 anos que se autodeclararam pretos ou pardos (negros). Eles foram contatados através de relações primárias e secundárias, tanto pessoalmente como em convites disparados nas redes sociais e em aplicativos de troca de mensagens. Através das perguntas foi possível conhecer a história de vida dos participantes no que tange o processo escolar dos mesmos, possibilitando também - a partir daquilo que a memória permitia acessar e rememorar – analisar e compreender os atravessamentos que os atingiram no processo em questão, considerando em nível individual e social, a sua construção identitária racial, bem como as percepções das relações raciais em outros espaços sociais para além da escola. Silva (2012), Bicudo (2010), Mynaio (1994), Meihy e Holanda (2017), Gaskell (2002) são alguns dos autores que embasam as discussões aqui realizadas.


Palavras-chave


Processo Escolar; Aspectos Psicossociais; Identidade Negra; História Oral.

Referências


BICUDO, Virgínia Leone. Atitudes raciais de pretos e mulatos em São Paulo. Marcos Chor Maio (org.). São Paulo: Editora Sociologia e Política, 2010, p.192.

GASKELL, George. Entrevistas Individuais e Grupais. In: BAUER, Martin W. GASKELL, George (editors). Pesquisa Qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Tradução de Pedrinho A. Guareschi, Petrópolis, RJ. Vozes, 2002, p.65 a 89.

MEIHY, José Carlos Sebe Bom. HOLANDA, Fabíola. História oral: como fazer, como pensar. 2.ed., 5° reimpressão, São Paulo, Contexto, 2017. p.175.

MYNAIO, Maria Cecilia de Souza. Cência, Técnica e Arte: o desafio da Pesquisa Social. In: DESLANDES, Suely Ferreira. GOMES, Romeu. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Maria Cecilia de Souza Minayo (organizadora). 26. ed. Petrópolis, RJ. Vozes.

SILVA, Tomaz Tadeu da. A produção social da identidade e da diferença. In:_____. Identidade e diferença: A perspectiva dos Estudos Culturais, Petrópolis – RJ: Vozes, 2012, p.73-102.