Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
ALGODOEIRO CULTIVADO SOB DOSES DE NITROGÊNIO E LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO VIA FERTIRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO
Paula Caroline Lima Silva

Última alteração: 26-10-18

Resumo


A cotonicultura é uma das atividades mais representativas economicamente no Estado de Mato Grosso. Na safra de 2016/2017, a produção brasileira do algodão em pluma foi de 1443,1 mil toneladas. Deste montante, 978,6 mil toneladas foram produzidas em Mato Grosso. Devido à grande produção do algodoeiro no Estado e no Brasil, o investimento em pesquisa e tecnologia é fundamental para garantir a sustentabilidade na produção da cultura e subsidiar os produtores. Objetivou-se avaliar o desempenho do algodoeiro herbáceo cultivado em Latossolo Vermelho distrófico de Cerrado, fertirrigado por gotejamento subsuperficial, em função de doses de nitrogênio e lâminas de irrigação. O estudo foi realizado na Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Universitário de Rondonópolis, em área experimental do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola durante dois anos de cultivo, no período de junho a novembro em 2017 e maio a outubro de 2018. O delineamento experimental foi de blocos casualizados, em quatro repetições, em planejamento Composto Central, com 9 tratamentos, sendo três lâminas de irrigação (50, 100 e 150 % da ETc) via gotejamento subsuperficial e três doses de adubação nitrogenada (20, 110 e 200 % Kg ha-1) via fertirrigação, totalizando 40 unidades experimentais com área total de 1440 m2. A parcela experimental teve dimensões de 6 m x 5 m (30 m2). Durante a condução do experimento avaliou-se altura de planta aos 67 e 55 dias após a emergência das plantas nos aos de 2017 e 2018, respectivamente. A variável foi submetida à análise estatística em superfície de resposta utilizando o software R, ao nível de 5 % de probabilidade em todos os testes estatísticos. Houve efeito isolado para a variável altura de planta onde as doses de nitrogênio influenciaram na altura de planta do algodoeiro, ajustando-se ao modelo linear crescente, no ano de 2017. No ano de 2018, pode-se observar efeito em superfície de resposta, onde os maiores fatores proporcionaram a maior altura de planta com incremento 3,32% e 3,74% para as doses de nitrogênio e lâmina de irrigação, respectivamente. A adubação nitrogenada influenciou positivamente na altura de planta do algodoeiro herbáceo nos dois anos de cultivo.


Palavras-chave


Gossypium hirsutum L.; Manejo da irrigação; Adubação nitrogenada