Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
O ensino de Geografia nos anos iniciais: análises sobre processos educativos em escolas estaduais de Cuiabá
BRENDA ESPINDOLA FERREIRA

Última alteração: 26-10-18

Resumo


O conteúdo de Geografia destinado aos iniciais é tão importante quanto o ensino em qualquer ano do ensino fundamental e/ou médio na vida escolar de um aluno, por se tratar do primeiro contato com a Geografia, pode não só despertar no aluno a vontade de aprender e descobrir, mas também entender/perceber processos simples do seu cotidiano do qual a ciência geográfica explica. Esta pesquisa visa discutir o ensino de Geografia nos anos iniciais e os processos educativos formais considerando o conhecimento construído nos anos iniciais parte integrante ao desenvolvimento da criança tendo em vista a escola como geradora de conhecimento. Assim como objetivos específicos estabelecem: debater o caráter social formativo da Escola enquanto construção da organização do Estado no decorrer da história; Análise teórica da estrutura curricular dos anos iniciais, seus documentos e instrumentos traçando um histórico do ensino no decorrer do tempo; discutir conceitos da Geografia dando ênfase em território, paisagem, espaço e região; analisar o processo formativo da crianças no que confere sua construção psicossocial no ensino de Geografia formal; investigar e compreender partir de observação em sala de aula, e entrevistas semiestruturadas com professores, o ensino de Geografia nos anos iniciais. O aluno, ao chegar no fundamental II se depara com um número maior de disciplinas e com vários professores que realizaram o ato de ensinar. Essa organização já pode ser considerada um grande empecilho para o desenvolvimento de aprendizagem. Somado a isto, nota-se que o aluno possui uma ausência de conteúdos básicos que deveriam ter aprendido nos anos iniciais o que para muitos professores do fundamental II prejudica o aprendizado nas próximas etapas de ensino, pois eles apresentam enorme dificuldade em realizar atividades básicas de localização, comparação, exterioridade, interioridade, continuidade e intersecção, conceitos importantes para o ensino de Geografia que antecede ao fundamental II. E, por fim, justifica-se realizar este estudo por ser importante para a reflexão na academia acerca da relação entre a Geografia acadêmica, a Geografia escolar e a Geografia ensinada pelo pedagogo, no que diz respeito aos conceitos e aos processos metodológicos. Por ser classificada como uma pesquisa qualitativa, utilizará dos seguintes procedimentos: levantamento e estudo bibliográfico, análise documental, observações do cotidiano escolar, entrevistas semiestruturadas direcionadas para professores, além de atividades com os alunos dos anos iniciais com intuito de verificar o ensino-aprendizagem. Essas ferramentas permitirão base para a pesquisa bem como materiais suficientes para uma boa compreensão do tema e meios para serem discutidos. O material documentado, bem como as respectivas análises serão organizadas em modelo de relatório de pesquisa componente do estudo que se pretende construir.


Palavras-chave


Ensino de Geografia; Educação; Anos iniciais