Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
PETROLOGIA DAS ROCHAS VULCÂNICAS E GRANÍTICAS DO SE DO CRÁTON AMAZÔNICO NA REGIÃO DA SERRA DO MAGALHÃES, MUNICÍPIO DE SÃO FELIX DO ARAGUAIA, MATO GROSSO, BRASIL
Ianna Ferreira de Lima

Última alteração: 26-10-18

Resumo


Lima, I.F.; Pierosan, R.

Programa de Pós-Graduação em Geociências, Universidade Federal de Mato Grosso

RESUMO: A Serra dos Magalhães está localizada 50 km a noroeste do município de São Félix do Araguaia, no nordeste de Mato Grosso, e está inserida geotectonicamente na Província Amazônia Central. Considerada a porção mais antiga do Cráton Amazônico, essa província foi dividida em dois domínios, Roraima, a norte e Carajás-Iricoumé, ao sul, com base em dados geocronológicos e estruturais. A área de estudo está localizada na subdivisão do domínio Carajás-Iricomé, ao sul da área Xingú-Iricoumé, e é constituída por rochas plutônicas e vulcânicas Paleoproterozoicas. Ambos os litotipos afloram como blocos isolados em meio a depósitos aluviais da Formação Araguaia, que recobre discordantemente o Cráton Amazônico, o que implicaria na existência de um embasamento cristalino sob a região da Serra dos Magalhães. Portanto, a fronteira sudeste do Cráton Amazônico poderia ser estendida ao sul a partir das ocorrências atualmente estudadas. Características petrográficas e mineralógicas possibilitaram a individualização de três fácies de rochas vulcânicas, todas apresentando textura porfirítica com fenocristais de granulometria fina a média: (1) hornblenda dacitos a hornblenda feldspato alcalino riolitos maciços; (2) riolito a riolito maçico; e (3) feldspato alcalino riolito foliado. As fácies hornblenda dacitos a hornblenda feldspato alcalino riolitos maciços e riolito a riolito maciço são holocristalinas e eruptadas a partir de magmas altamente cristalizados, evidenciado pela grande quantidade de fenocristais (20-30%), originando até uma textura glomeroporfirítica na primeira. A fácies feldspato alcalino riolito foliado é oriunda de um magma pobremente cristalizado, com fenocristais (10%) dispersos em uma matriz hipocristalina. A foliação da matriz é marcada por bandas com diferentes graus de cristalinidade que, por vezes, apresenta dobras de fluxo. Localmente também são observados esferulitos e textura micropoiquilítica provenientes de processos pós-magmáticos de desvitrificação da matriz. Além das rochas vulcânicas foi identificada um conjunto de rochas graníticas, caracterizadas como biotita-hornblenda monzogranito porfirítico a biotita-hornblenda monzonito porfirítico, as quais são isotrópicas e apresentam hornblenda e biotita como fases máficas.

 

 


Palavras-chave


Cráton Amazônico, Serra dos Magalhães, Província Amazônia Central.