Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
EDUCAÇÃO SUPERIOR: uma análise da supervisão conjunta no estágio supervisionado do curso de Serviço Social.
Regiane Carla Mayer Ferreira

Última alteração: 13-10-18

Resumo


Desde os anos de 1980, com a adoção da teoria social de Marx, o Serviço Social ensejou a construção de seu projeto ético-político profissional. Embasada nessa teoria social e nesse projeto profissional, as Diretrizes Curriculares do Curso de Serviço Social, aprovadas pela Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS), no ano de 1996, representou um marco para a profissão, visto que estabeleceu princípios que passaram a fundamentar a formação profissional, dentre eles, a indissociabilidade entre estágio e supervisão acadêmica e de campo. Mais de uma década depois, diante da constatação do descumprimento ao preconizado neste princípio, em especial, a não realização da supervisão conjunta entre supervisores acadêmicos e de campo e estagiários, a ABEPSS elabora coletivamente a Política Nacional de Estágio (PNE), cuja contribuição vem reforçar a centralidade do estágio na formação profissional. Tal centralidade – vinculada ao atual contexto de precarização da política de educação no país e seus rebatimentos para a formação profissional da(o) Assistente Social – é o que justifica o interesse por esta temática e a elaboração do presente projeto de pesquisa, cujo objetivo é analisar como tem se materializado a supervisão conjunta no estágio supervisionado do curso de Serviço Social nas instituições de ensino que ofertam esse curso na modalidade presencial, no estado de Mato Grosso. Em termos metodológicos, para garantir uma maior aproximação com a temática, as discussões serão aprofundadas a partir de objetivos específicos que procuram: identificar quais atividades tem sido desenvolvidas pelas instituições de ensino para o fortalecimento da supervisão conjunta e em qual periodicidade; identificar junto ao Conselho Regional de Serviço Social (CRESS) quais ações tem sido desenvolvidas de modo a garantir a efetiva realização dos encontros de supervisão conjunta entre supervisor(a) acadêmico(a), estagiário(a) e supervisor(a) de campo; e, analisar se a supervisão conjunta de estágio tem sido apropriada nos termos previstos pela Política Nacional de Estágio da ABEPSS. A pesquisa será delineada com base nos pressupostos da pesquisa qualitativa, ancorada na teoria social marxiana e na tradição marxista, aliada aos pressupostos da pesquisa bibliográfica e documental. Por se constituir num estudo de caso, a metodologia utilizada também consistirá na coleta de dados realizada mediante aplicação de questionário enviado aos coordenadores de estágio das instituições de ensino de Mato grosso que ofertam o curso de Serviço Social, na modalidade presencial, e entrevista junto aos Conselheiros e agentes de fiscalização do CRESS. Com relação aos critérios éticos, serão observados o sigilo das informações e o anonimato dos participantes, assim como a confiabilidade dos dados e bibliografias apropriadas ao longo do estudo. É preciso considerar ainda que este estudo também se apresenta permeado por relevância teórica e científica, visto que os resultados alcançados por esta proposta de pesquisa podem contribuir não apenas para as(os) assistentes sociais, mas também para docentes e acadêmicas(os), fomentando reflexões sobre a importância dessa temática. Isso porque, embora o estágio supervisionado ocupe lugar de destaque para o Serviço Social, ainda requer uma ampla e profunda análise e discussão.

Palavras-chave: Serviço Social. Formação Profissional. Estágio Supervisionado.


Palavras-chave


Serviço Social. Formação Profissional. Estágio Supervisionado.