Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
O homem político Wanderlei Antonio Pignati nas disputas eleitorais em Cuiabá/MT
Vanessa Campos de Moraes, MARLENE GONÇALVES GONÇALVES

Última alteração: 14-10-18

Resumo


O presente resumo é um recorte da pesquisa de mestrado intitulada “O ex-vereador Wanderlei Antonio Pignati, professor pesquisador dos impactos do agronegócio em Mato Grosso”, pesquisa orientada pela professora Marlene Gonçalves. A metodologia utilizada é a qualitativa adentramos nos aspectos subjetivos, valorizando todo o percurso da pesquisa, foram entrevistadas sete pessoas que conviveram com o filiado ativo do Partido dos Trabalhadores, e três entrevistas realizadas com próprio sujeito da pesquisa, a partir método da prosopografia que permite investigar um conjunto de questões uniformes, conhecer e registrar o indivíduo e suas relações, família, amigos, políticos. Foram analisados os dados através das fontes de memória oral com entrevistas e memória documental: fotos, livro Ata, projetos de lei. A primeira candidatura do filiado ao Partido dos Trabalhadores foi em 1985 a prefeito da capital, disputou com Gabriel Novis e Dante de Oliveira o então eleito, em 1988 saiu como candidato a vereador venceu as eleições com 924 votos, foram escaneados os livros Ata contendo a sessão plenária referente a dez meses de 1989, outro livro com sessões de um mês de 1990, cinco meses de 1991 e onze meses do ano 1992, estão dispostos na Câmara Municipal de Cuiabá. Para compreender aspectos do hoje é preciso relembrar o passado, a autora Bosi (1994) conta-nos que o exercício de relembrar exige um discernimento do passado com o presente, e expor as lembranças acompanhadas de sentimentos para que não seja apenas uma repetição de ações. Foram encontrados até o momento seis projetos de leis de autoria do Wanderlei Pignati, contemplando educação e saúde e transporte. Wanderlei Pignati tentou reeleição em 1992, mas o partido não fez coeficiente para lançar candidato, em 1998 lançou candidatura a senador não foi eleito, no ano de 2002, a senadora Serys Marly Slhessarenko (PT) suplente Wanderlei Pignati eleitos com 575.539 votos. De acordo com os depoimentos depois destas candidaturas mencionadas Wanderlei Pignati se dedicou mais as pesquisas desenvolvidas no âmbito universitário. O contato com a política iniciou ainda na infância e percorre durante toda a vida, pois consideramos viva esta política ainda hoje, não partidária, mas o que ele exerce é uma luta, tem posicionamentos de militante nesta causa das pesquisas voltadas aos impactos negativos do agronegócio para o ser vivo. É possível perceber a coerência historicamente em suas ações, os depoimentos rememorados justificam as lutas e os cargos exercidos.


Palavras-chave


prosopografia; memórias; político

Referências


BOSI, Éclea, Memória e sociedade: Lembranças de Velhos. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.