Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
O efeito de aerossóis emitidos por queima de biomassa nas trocas liquidas de CO2 no ecossistema pantanal.
Lucas Douglas Rothmund

Última alteração: 23-10-18

Resumo


Desde o século passado, com o início da globalização e da era industrial, houve um grande acréscimo das emissões globais de queima de biomassa, adicionando quantidades massivas de CO2 para a atmosfera, preocupando autoridades e gerando a necessidade de estudos para a compreensão dos efeitos dessas mudanças e o destino desse carbono injetado no ecossistema. Os aerossóis atmosféricos possuem influencia no clima regional e global, principalmente na alteração do equilíbrio de energia radiativa disponível ao meio e modificando os ciclos hidrológicos. Dependendo da distribuição dos aerossóis na atmosfera, eles podem afetar diretamente o balanço radiativo terrestre. Indiretamente, essas partículas podem atuar como núcleos de condensação de nuvens e modificar as propriedades físicas das nuvens, aumentando seu albedo e consequentemente a radiação transmitida através delas. Diversos trabalhos na literatura indicam que a eficiência da fotossíntese das plantas aumenta de acordo com a radiação solar difusa, o que pode ser explicado devido ao fato de que haverá maior disponibilidade de radiação para as folhas no interior do dossel vegetativo, aumentando os índices de fotossíntese e consequentemente maiores trocas de CO2 com o meio. Regiões como a Amazônia e o Pantanal possuem papel importante nos componentes terrestres do ciclo de carbono, respondendo fortemente as variações climáticas, como mudanças de precipitação temperatura e radiação, porém o número de partículas presentes na coluna atmosférica demonstrou ser um fator de grande influência, causando grande redução na radiação total incidente chegando a 25% em determinados momentos do dia. O pantanal, assim como em regiões de floresta amazônica, possui concentrações baixas de gases e partículas durante o período chuvoso, porém durante os períodos secos há grande aumento de emissões de partículas com origem na queima de vegetação e de combustíveis fosseis. Como modelos de aerossóis dependem necessariamente da comparação com modelos de aerossóis biogênicos, já que estes representam o que consideramos ruído de fundo, é importante caracterizar as mudanças ambientais causadas pelas queimadas. Assim, os períodos chuvosos são propícios para a caracterização das emissões naturais de aerossóis pela floresta possibilitando caracterizar o comportamento destas em relação a radiação solar e posteriormente serem utilizados no desenvolvimento de modelos que representem o comportamento e a influência de aerossóis de origem antropogênica, e assim compreender a importância do pantanal no cenário ambiental mundial. Portanto, este trabalho tem como objetivo principal, compreender e identificar os efeitos dos aerossóis emitidos por queima de biomassa nas trocas liquidas de CO2 com o ecossistema (NEE) do pantanal mato-grossense.


Palavras-chave


NEE, Aerossóis, climatológico

Referências


ARTAXO P.; OLIVEIRA P. H.; LARA L. L.; PAULIQUEVIS T. M.; RIZZO L. V.; PIRES JUNIOR C.; PAIXÃO M. A.; LONGO K. M.; FREITAS S.; CORREIA A. L. Efeitos climáticos de partículas de aerossóis biogênicos e emitidos em queimadas na Amazônia. Revista Brasileira de Meteorologia, v. 21, n. 3a, p. 168-22, 2006.

ARTAXO. P. The atmospheric component of biogeochemical cycles in the Amazon basin. In: MCCLAIN. M.E.; VICTÓRIA. R.L.; RICHEY. J.E. (Eds). The biogeochemistry of the Amazon basin. Oxford University Press, p.42-52, 2001.

ARTAXO. P.; FERNANDES. E.T.; MARTINS. J.V.; YAMASOE. M.A.; HOBBS. P.V.; MAENHAUT. W.; LONGO. K.M.; CASTANHO. A. Large Scale Aerosol Source Apportionment in Amazonia. Journal of Geophysical Research, v. 103, n. D24, p. 31837-31848, 1998.

ARTAXO. P.; GERAB. F.; YAMASOE. M.A.; MARTINS. J.V.; Fine Mode Aerosol Composition in Three Long Term Atmospheric Monitoring Sampling Stations in the Amazon Basin. Journal of Geophysical Research, v. 99, n. D11, p. 22857-22868, 1994.

ARTAXO. P.; HANSSON. H. Size distribution of biogenic aerosol particles from the amazon basin. Atmospheric Environment, v. 29, n. 3, p. 393-402, 1995.

ARTAXO. P.; LARA. L.L.; PAULIQUEVIS. T.M. Dry and wet deposition in Amazonia: from natural biogenic aerosols to biomass burning impacts. IGAC Newsletter, v.27, p. 12-16, 2003a.

ARTAXO. P.; MARTINS. J.V.; YAMASOE. M.A.; PROCÓPIO. A.S.; PAULIQUEVIS. T. M.; ANDREAE. M.O.; GUYON. P.; GATTI. L.V.; CORDOVA. A.M. Physical and chemical properties of aerosols in the wet and dry season in Rondônia. Amazonia. Journal of Geophysical Research, v.107, n. D20, p. 8.081-8.095, 2002.

ARTAXO. P.; RIZZO. L.V.; BRITO. J.F.; BARBOSA. H.M.J.; ARANA. A.; SENA. E.T.; CIRINO. G.G.; BASTOS. W.; MARTIN. S.T.; ANDREAE. M.O. Atmospheric aerossol in Amazonia and land use change: from natural biogenic to biomass burning conditions. Faraday Discussions, v. 13, p. 203-235, 2013.

ARTAXO. P.; SILVA-DIAS. M.A.F.; ANDREAE. M.O. O mecanismo da floresta para fazer chover. Scientific American Brasil, v.1, n.11, p. 38-45, 2003b. 128

Forster, Piers, et al. "Changes in atmospheric constituents and in radiative forcing. Chapter 2." Climate Change 2007. The Physical Science Basis. 2007.

Houghton, R. A., Skole, D. L., Nobre, C. A., Hackler, J. L., Lawrence, K. T. and co-authors. 2000. Annual fluxes of carbon from deforestation and regrowth in the Brazilian Amazon. Nature 403, 301–304.

Li, Zhanqing, et al. "Aerosol and monsoon climate interactions over Asia." Reviews of Geophysics 54.4 (2016): 866-929.

PALÁCIOS, R.S. Interação entre a radiação solar direta e os aerossóis atmosféricos na Amazônia. Cuiabá, 2017, 159p. Tese (Doutorado em Física Ambiental) – Instituto de Física, Universidade Federal de Mato Grosso.

Paulo H. F. Oliveira, Paulo Artaxo, Carlos Pires, Silvia De Lucca, Aline ProcóPio, Brent Holben, Joel Schafer, Luiz F. Cardoso, Steven C. Wofsy & Humberto R. Rocha (2007) The effects of biomass burning aerosols and clouds on the CO2 flux in Amazonia, Tellus B: Chemical and Physical Meteorology, 59:3, 338-349, DOI: 10.1111/j.1600-0889.2007.00270.x

Ralph, F. M., et al. "CalWater field studies designed to quantify the roles of atmospheric rivers and aerosols in modulating US West Coast precipitation in a changing climate." Bulletin of the American Meteorological Society 97.7 (2016): 1209-1228.

Rap, A., et al. "Fires increase Amazon forest productivity through increases in diffuse radiation." Geophysical Research Letters 42.11 (2015): 4654-4662.

Rap, A., et al. "Fires increase Amazon forest productivity through increases in diffuse radiation." Geophysical Research Letters 42.11 (2015): 4654-4662.

Wang, B., and Q. Ding (2008), the global monsoon: Major modes of annual variations in the tropics, Dyn. Atmos. Oceans, 44(3–4), 165–183,doi:10.1016/j.dynatmoce.2007.05.002.