Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Educação Ambiental e o Ensino de Geografia: reflexões sobre Resíduos Sólidos no Ensino Fundamental
Nielli Layane Dias Ribeiro

Última alteração: 26-10-18

Resumo


O presente estudo está inserido na linha de pesquisa Eixo transversal: Ensino de Geografia, voltada para a discussão do contexto escolar no que tange ao ensino de Geografia. A pesquisa levanta a questão da inserção da Educação Ambiental como tema interdisciplinar nas aulas de Geografia, por meio da investigação e análise dos diversos impactos socioambientais provocados pelo consumismo, e o descarte muitas vezes de maneira inadequada dos resíduos sólidos. Tem como objetivo analisar o processo de criação e a atuação de duas cooperativas de catadores de materiais recicláveis, e abordar as problemáticas socioambientais decorrentes da disposição inadequada dos resíduos sólidos, na perspectiva de contribuir com o debate de como efetivar ações de educação ambiental no ambiente escolar. Com efeito, a pesquisa fundamenta-se na revisão literária das matrizes teórico-metodológicas, que possibilita a discussão do tema, tendo como base a Geografia crítica. para tanto utilizou-se os estudos de; Logarezzi (2004 e 2004); Cantóia (2007 e 2012); Gonçalves (2006) e Silva (2009).  Para o seu desenvolvimento lançamos mão a visitas de campo nas duas unidades da Cooperativa Coopermar e Coopunião, e no lixão, visando a coleta de informações acerca dos processos de coleta e disposição dos resíduos, e mapeamento das localizações. Após esses levantamentos e a organização dos dados a pesquisa busca realizar interlocuções com a educação ambiental no contexto vivido pelos alunos da rede básica de ensino, para tanto delimitamos com lócus da pesquisa duas Escolas Estaduais da Rede Pública de Ensino de Cuiabá-MT, sendo: Escola Estadual Pascoal Moreira Cabral e Escola Estadual Francisco Alexandre Ferreira Mendes. As intervenções práticas em sala de aula estão em processo de desenvolvimento, as mesmas ocorrem em duas turmas do nono ano do Ensino Fundamental. Dentre as ações já realizadas, discutiu-se a crescente produção de bens não duráveis que provoca o consumo exagerado e, com isso, a geração de resíduos que na maioria das vezes são descartados sem tratamento, foram apresentados os processo de descarte comum e seletivo e os tipos de destinação dos resíduos, no tocante a realidade local, constatou-se que a disposição dos resíduos acontece de modo incorreto, ou seja, sem tratamento adequado, o que provoca a contaminação do solo, ar e água, outro agravante destaca-se pela presença irregular dos catadores em condições vulneráveis, expostos ao perigo de contaminações, riscos de acidentes e outros males, desse modo, considera-se que a educação ambiental precisa ser vista como uma atividade que integra o conhecimento, buscando por meio de práticas pedagógicas, ações que valorizem o pensar crítico e reflexivo dos alunos em relação as problemáticas socioambientais, bem como o despertar de valores a mudança de hábitos.

: O presente estudo está inserido na linha de pesquisa Eixo transversal: Ensino de Geografia voltada para a discussão do contexto escolar no que tange ao ensino de Geografia. A pesquisa levanta a questão da inserção da Educação Ambiental como tema interdisciplinar nas aulas de Geografia, por meio da investigação e análise dos diversos impactos socioambientais provocados pelo consumismo, e o descarte muitas vezes de maneira inadequada dos resíduos sólidos. Tem como objetivo identificar como a temática é desenvolvida em sala de aula, e quais são os problemas socioambientais decorrentes da disposição inadequada dos resíduos sólidos no município de Cuiabá – MT. Com efeito, a pesquisa fundamenta-se na revisão literária das matrizes teórico-metodológicas, que possibilita a discussão do tema, tendo como base a Geografia crítica. Para o seu desenvolvimento lançamos mão a visitas de campo nas duas unidades da Cooperativa Coopermar e Coopunião, e no lixão, visando a coleta de informações acerca dos processos de coleta e disposição dos resíduos, e mapeamento das localizações. Após essas investigações a pesquisa busca realizar interlocuções com a Educação Ambiental e Resíduos Sólidos no contexto vivido pelos alunos da rede básica de ensino, para tanto delimitamos com lócus da pesquisa duas Escolas Estaduais da Rede Pública de Ensino de Cuiabá-MT, sendo as: Escola Estadual Pascoal Moreira Cabral e Escola Estadual Francisco Alexandre ferreira Mendes, a pesquisa no ambiente escolar está sendo realizadas em duas turmas do nono ano do Ensino Fundamental. As intervenções práticas em sala de aula estão em processo de desenvolvimento, todavia, entre as ações já realizadas foram discutidos a diferença entre os conceitos: consumo e consumismo, lixo e resíduos sólidos, apresentou-se o processo de descarte comum e seletivo e a destinação dos resíduos no lixão de modo incorreto que provoca a contaminação do solo, ar e água, outro agravante destaca-se pela presença irregular dos catadores em condições vulneráveis, expostos ao perigo de contaminações, riscos de acidentes e outros males, desse modo, considera-se que a Educação Ambiental precisa ser vista como uma atividade que integra o conhecimento, buscando por meio de práticas pedagógicas, ações que valorizem o pensar crítico e reflexivo dos alunos em relação as problemáticas socioambientais, bem como o despertar de valores ambientais nos sujeitos envolvidos no processo e a mudança de hábitos.


Palavras-chave


Geografia, resíduos sólidos e educação ambiental

Referências


CANTÓIA, S. F. Educação Ambiental e Coleta Seletiva em Presidente Prudente – SP: avaliando seus resultados no conjunto Habitacional Ana Jacinta. 2007. 174 f. Dissertação de Mestrado em Geografia. Faculdade de Ciência e Tecnologia – Universidade Estadual Paulista – UNESP, 2007.

__________. Coleta Seletiva Municipal, Educação Ambiental e organização de catadores de materiais recicláveis na vertente paulista da bacia do rio Paranapanema. Presidente Prudente: [s.n], 2012 325 f: il. Tese de Doutorado em Geografia. Faculdade de Ciência e Tecnologia – Universidade Estadual Paulista – UNESP, 2012.

GONÇ ALVES, M.A. O trabalho no lixo. Presidente Prudente: [s.n], 2001 303 f: il; graf. Tese de Doutorado em Geografia. Faculdade de Ciência e Tecnologia – Universidade Estadual Paulista – UNESP, 2001.

LOGAREZZI. A. Contribuições para o gerenciamento de resíduos sólidos e ações de Educação Ambiental. In: LEAL, A. C. Resíduos sólidos no pontal do Paranapanema. Presidente Prudente: UNESP/FCT, 2004.

__________. Educação Ambiental em resíduo: uma proposta de terminologia. In: CINQUETE, H.C.S., LOGAREZZI, A. (Org.) Consumo e Resíduos – Fundamentos para o Trabalho Educativo. São Carlos: EdUFSCar, 2006.

SILVA, A. P. da. Educação ambiental em resíduos sólidos nas unidades escolares municipais de Presidente Prudente – SP. 2009. 207f. Dissertação de Mestrado em Geografia. Faculdade de Ciência e Tecnologia – Universidade Estadual Paulista – UNESP, 2009.