Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
A FORMAÇÃO DE PROFESSORES E A ALFABETIZAÇÃO INDÍGENA: APRENDIZAGENS INTERCULTURAIS NO PROJETO AÇÃO SABERES INDÍGENAS NA ESCOLA – POLO CUIABÁ
LEURES ATHAIDE DA SILVA

Última alteração: 17-10-18

Resumo


O projeto de pesquisa tem por objetivo compreender no processo de formação dos professores indígenas do Projeto Ação Saberes Indígenas na Escola – Rede UFMT, do Polo Cuiabá, como se deu as aprendizagens sobre alfabetização, como estabeleceram a relação entre a formação contínua e a prática pedagógica e como nesta formação, construíram materiais didáticos com possibilidades de implementarem a Educação Intercultural pretendida por suas comunidades. Para a pesquisa, recorremos aos dados produzidos no processo de formação em alfabetização realizado pelo GEEMPA em 2017, em Cuiabá, com os professores: Bororo, Paresi, Nambikwara, Chiquitano e Umutina. Os relatórios e acompanhamento da formação são os primeiros documentos para análise, em seguida, os relatórios dos professores das suas práticas pedagógicas nas escolas, trazidos para a formação, e por fim, serão analisados os materiais didáticos que estarão sendo produzidos com as respectivas comunidades no período de 2018-2019. A pesquisa participante terá na análise dos documentos, o aprofundamento dos conceitos da alfabetização e letramento, pretendidos na formação e a educação intercultural prevista como direito da escola indígena. O Projeto Ação Saberes Indígenas na Escola constitui-se numa rede de IES sob a coordenação da UFMT, tendo como parceiros as secretarias de educação dos municípios e estado, que atuam diretamente com as escolas indígenas, como uma ação prevista por meio de convênio da UFMT com a SECADI/MEC em duas fases: 2016-2018, atendendo 11 povos e 110 professores, e 2018-2019, atendendo 12 povos e 115 professores indígenas. Com a pesquisa, espera-se contribuir para maior aprofundamento sobre os processos de formação de professores indígenas em Mato Grosso, especialmente ao considerar as relações estabelecidas na escola indígena quanto à alfabetização e o letramento, e as dimensões que esta, como instituição ocidental, promove na perspectiva da educação intercultural pretendida pelos povos indígenas.

 

Palavras–chave: Formação de Professores Indígenas. Alfabetização. Educação Escolar Indígena. Educação Intercultural.

 


Palavras-chave


Formação de Professores Indígenas. Alfabetização. Educação Escolar Indígena. Educação Intercultural.