Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
A LITERATURA NO CURRÍCULO DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL EM VILHENA-RO
Adriana Silva da Costa, Ozerina Victor de Oliveira

Última alteração: 14-10-18

Resumo


Esta dissertação analisa o tempo e lugar destinado à literatura no currículo do Ensino Fundamental, em seus anos iniciais – com delimitação em turmas de 5º anos em escolas da rede pública municipal da cidade de Vilhena-RO, região norte do país. A delimitação da pesquisa com docentes que atuam em turmas de 5º ano é motivada por nossa prática docente nesse mesmo ano de ensino, bem como, por ser o 5º ano a última etapa dos anos iniciais do Ensino Fundamental, aonde espera-se que o aluno esteja alfabetizado. O objetivo é compreender como se dá o desenrolar da literatura nos aspectos de tempo e lugar no currículo com o olhar voltado à literatura enquanto prática social e formação humana do aluno. De abordagem qualitativa – Bogdan e Biklen (1994) – essa pesquisa norteia-se pelo estudo bibliográfico e análise documental. Ainda em termos metodológicos, utiliza-se de entrevistas semiestruturadas como instrumento de coleta de dados de fontes orais. Como recurso do estudo bibliográfico, utiliza o levantamento de pesquisas – teses e dissertações – correlacionadas a temática por meio das plataformas digitais Capes e BDTD. Com o intento de compreender melhor o currículo escolar que temos hoje, traçou-se um caminho histórico-bibliográfico da trajetória curricular, com base em teóricos do campo do currículo – Goodson (1995), Moreira (2012), Silva (2015) – para demostrar que ao longo da história o entendimento do que seja currículo tem variado de acordo com diferentes teorias. A julgar pelas diferenças teóricas, desde sua gênese o currículo tem sido uma arena de disputas, em benefício de “alguns” e detrimento de “outros”. Nesse viés de espaços disputados no currículo escolar, utilizamos o método analítico do ciclo de políticas – Ball (2011), Mainardes (2006), Oliveira (2006) – para discutir a elaboração do currículo, considerando as políticas educacionais de currículo vigentes para o Ensino Fundamental. Sendo o ciclo de políticas constituído por cinco contextos, nos atemos aos três primeiros contextos: contexto de influência, contexto da produção de texto, contexto da prática, considerando-os mais pertinentes a esta pesquisa. Com o olhar na literatura enquanto objeto humanizador, utilizamos Cândido (1999), Compagnon (2009), Freire (1989), Lajolo (1984), Santos (2017). Protagonizaram a coleta e a análise de dados desta pesquisa, duas escolas da rede pública municipal e doze professores participantes. Identificamos que para além de uma demarcação literária no currículo prescritivo as escolas pesquisadas dedicam tempo e lugar a literatura no ambiente escolar.

 


Palavras-chave


Currículo; Literatura; Formação Humana; Ciclo de Políticas.

Referências


BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sari. Investigação Qualitativa em Educação. Portugal: Porto Editora, 1994.

CÂNDIDO, Antônio.  A literatura e a formação do homem. Revista Remate de Males, Campinas: SP, 1999. pp. 81-90.

COMPAGNON, Antoine. Literatura Para Quê? Tradução Laura Taddei Brandini. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 23ª ed. São Paulo, Autores Associados: Cortez, 1989.

GOODSON, Ivor F. Currículo: teoria e história. Tradução de Atílio Brunetta; revisão de tradução: Hamilton Francischetti; apresentação de Tomaz Tadeu da Silva. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995.

LAJOLO, Marisa. O que é Literatura. São Paulo: Brasiliense, 5ª ed. 1984.

MAINARDES, Jefferson. Abordagem do ciclo de políticas: uma contribuição para a análise de políticas educacionais. Educação & Sociedade, Campinas, v. 27, n. 94, p. 47-69, jan./abr. 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v27n94/a03v27n94.pdf> Acesso em: julho 2018.

MOREIRA, Antônio Flávio B. Currículos e Programas no Brasil. 18 ed. Campinas, SP: Papirus, 2012.

OLIVEIRA, Ozerina Victor. O processo de produção da política de currículo em Ribeirão Cascalheira – MT (1969 a 2000): diferentes atores, contextos e arenas de uma luta cultural. 264 f. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós- Graduação em Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006.

SANTOS, Geniana dos. “O meu aluno não lê”: sentidos de crise nas políticas curriculares para a formação em leitura. 2017. 232 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade – uma introdução às teorias do currículo. 3ª ed.; 7. reimp. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015.