Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Saberes e fazeres da culinária popular em Nossa Senhora do Livramento, Mato Grosso: registro, descrição e mapeamento
Lairce Aleluia de Campos, Yuji Gushiken

Última alteração: 15-10-18

Resumo


Este trabalho de tese tem como objetivo principal pesquisar a culinária tipicamente local do município deNossa Senhora do Livramento, em Mato Grosso, procurando identificar a singularidade dos pratos recorrentes no cotidiano e nos eventos especiais. No cotidiano e nos eventos festivos de santos, nota-se, entre a população livramentense, a diversidade de saberes que constituem a prática culinária local. Esta diversidade demanda em primeiro momento um processo de registro, identificação e mapeamento. A pesquisa considera a episteme comunicacional do próprio processo descritivo: o que conecta e dissemina uma produção tão variada de saberes culinários. Na Baixada Cuiabana, os pratos típicos apresentam-se variados e numerosos, o que se evidenciaem intensas, porém discretas, experimentações nas cozinhas de residências urbanas e rurais, que se disseminam nos espaços públicos das festas de santo e nas práticas cotidianas de comensalidade. A pesquisa apresenta a culinária local em sua dimensão cultural e identitária. Para tanto, a pesquisa parte da culinária local como questão cultural, evidenciando aspectos históricos e geográficos como condição de singularização. Modos de saber e fazer na prática culinária, ao atribuírem valor simbólico aos alimentos, demostram a complexidade dos processos culturais: a produção de vínculos sociais, demarcação de um território simbólico e criação de marcas identitárias que advém da interação entre cozinheiras e as paisagens regionais.Bovinocultura, extrativismo, agricultura familiar e quilombola, cerrado e Pantanal: a geografia da Baixada Cuiabana favorece esta diversidade no fornecimento de matérias-primas. A revisão bibliográfica evidencia pesquisas em história da alimentação e da comida como cultura, buscando-se compreender a importância de alguns pratos na construção de identidades culturais. Partimos da hipótese de que a culinária típica de uma localidade permite deduzir hábitos da região, origem dos produtos, os hábitos alimentares. Esta memória coletiva tem uma importante função de contribuir para o sentimento de pertencimento a um grupo passado comum, que compartilha memórias. O estudo da culinária local justifica-se em razão do que assunto ser pouco explorado nas ciências sociais e humanas. Surge a tentativa de melhor compreender as peculiaridades da sociedade livramentense, que possui uma diversidade regional, e não se identificam registros da culinária local. O objetivo geral da pesquisa é mapear a amplitude de saberes dos pratos típicos de Nossa Senhora do Livramento, tendo a preservação e a difusão dos saberes e fazeres tradicionais como questão. Os objetivos específicos são: Identificar as comidas e as tradições a elas associadas, explorando o processo de contrução continuada das tradições culinárias, nas festas e no cotidiano do livramentano. Apontar quais são os pratos representativos que configuram a culinária cotidiana e de eventos especiais em Nossa Senhora do Livramento. Este projeto de doutorado se desenvolve no Projeto de Pesquisa em Comunicação e Cidade: Interfaces Interdisciplinares (Propeq-UFMT), no Grupo de Pesquisa em Comunicação e Cidade (Citicom-UFMT) e na Linha de Pesquisa em Epistemes Contemporâneas do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea da Universidade Federal de Mato Grosso (PPGECCO-FCA-UFMT

Palavras-chave


culinária popular; Nossa Senhora do Livramento-MT; epistemes; cultura