Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Biodegradação do herbicida picloram por bactérias isoladas do solo de pastagem no Pantanal mato-grossense
Diôgo Januário da Costa Neto

Última alteração: 25-10-18

Resumo


O picloram (4-amino-3,5,6-trichloro-2-pyridincarboxylic acid) é um herbicida da família química ácido clorobenzóico, extremamente tóxico, com alta persistência no solo, sendo amplamente utilizado para o controle de plantas daninhas em sistemas agrícolas. É suposto que a maior parte do processo de degradação do picloram no compartimento solo seja por processos catabólicos microbianos. O projeto tem por objetivo: 1) Isolar bactérias que utilizam o picloram como única fonte de carbono; 2) Selecionar bactérias que apresentem maior eficiência na degradação do picloram; 3) Identificar bactérias degradadoras do picloram e avaliar a comunidade total por métodos moleculares. Foram coletadas amostras de solo provenientes de uma área de pastagem localizada no município de Pirizal, estado de Mato Grosso, Brasil, sendo delimitado um transecto linear e medidas 10 parcelas (10x5) com distância de 50m entre elas. Em cada parcela foram coletadas 10 sub-amostras na profundidade 0-10cm do solo. As amostras de todas as parcelas foram agrupadas, homogeneizadas e encaminhadas ao laboratório para procederem as análises. Uma amostra de 300mg de solo foi contaminada com 56mg/Kg de picloram e incubado em triplicatas por 30 dias através de um experimento microcosmo, após o período de incubação foram coletadas amostras de cada repetição para: 1) testes de toxicidade em cebolas e sementes de alface, 2) quantificação do picloram no solo por HPLC utilizando o método QuEChERS, 3) isolamento de bactérias, e 4) Extração do DNA total da comunidade bacteriana por metagenômica. O isolamento das bactérias cultiváveis foi realizado por enriquecimento com meio mínimo mineral acrescido com picloram como única fonte de carbono. Como resultados parciais, foram isoladas 25 cepas bacterianas de cinco morfotipos, sendo selecionadas sete cepas bacterianas, através da mensuração do crescimento em meio minimo mineral líquido por densidade óptica em espectrofotômetro com intervalo de 12h de leitura por cinco dias. O solo após 30 dias de incubação continuou tóxico, pois através de uma análise de variância foi constatado um efeito no crescimento de raiz de cebola (sendo comparado com os tratamentos T0-água, T1-solo sem picloram, T2-solo com picloram incubado por 30 dias, T3-solo com picloram sem incubação) e nos parâmetros de germinabilidade em sementes de alface (testado por modelo de regressão logística utilizando a distribuição Gaussian, utilizando os mesmos tratamentos do teste com cebolas).

 


Palavras-chave


ANOVA; Ecotoxicidade; Regressão Logística; QuEChERS

Referências


Mendoza-Huizar LH. 2015. Global and local reactivity descriptors for picloram herbicide: a theoretical quantum study. Quimica nova, 38(1)

Sadowsky MJ, Koskinen WC, Bischoff M, Barber BL, Becker JM, Turco RF. 2009. Rapid and complete degradation of the herbicide picloram by Lipomyces kononenkoae. J Agric Food Chem 57(11):4878:4882