Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
GÊNERO TEXTUAL PROPAGANDA: ANÁLISE COMPARATIVA DO LIVRO DIDÁTICO E DAS PROVAS DO ENEM
RITA CÁSSIA MENDES DA SILVA, Sandra Regina Franciscano Bertoldo

Última alteração: 20-10-18

Resumo


O gênero propaganda é um dos mais recorrentes na sociedade e frequentemente estamos em contato com ele nas suas mais variadas formas e portadores. Ele também é bastante usado para o ensino da leitura e produção textual, portanto precisamos estar atentos para responder corretamente à intenção desse gênero. Desta forma, esta pesquisa que esta vinculada ao grupo de estudo Alfabetização e Letramento Escolar (ALFALE) tem como objetivo fazer uma análise comparativa entre o gênero textual propaganda presente no livro didático de Língua Portuguesa Linguagem e Interação de Faraco, Moura e Maruxo Jr, do segundo ano do Ensino Médio, e as provas de Linguagem, Códigos e suas Tecnologias (LCT) do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2009 a 2017. A pesquisa será consolidada a partir do levantamento de dados qualitativos e quantitativos, e para a fundamentação teórica está sendo realizado um levantamento bibliográfico com base nos autores que tratam dos gêneros discursivos, a partir das proposições de Bakhtin, bem como acerca dos gêneros textuais, considerando os pressupostos teóricos defendidos por Marcuschi e outros autores. A partir do conceito de ideologia produzido pela Análise Crítica do Discurso, buscou-se observar como as atividades do livro didático escolhido foram elaboradas para se atingir a compreensão do texto publicitário, no que se refere às ideologias que são veiculadas e atribuem sentidos ao texto. As perguntas que nortearam a pesquisa foram: Como é tratado o gênero textual propaganda nos livros didáticos e nas provas do ENEM?  Que tipo de propaganda é trabalhado? Qual é o foco atribuído à linguagem? As atividades estão em consonância com as competências e habilidades das diretrizes oficiais pedagógicas do Ensino Médio? Estas questões, quando analisadas a partir dos resultados obtidos no Livro Didático e na prova em questão, constituem as análises aqui pretendidas, pois a legitimação do gênero textual propaganda com finalidade pedagógica causa algumas preocupações devido ao fato de associá-lo como meio de atender a interesses comerciais e que nada têm a ver com o processo didático. O texto publicitário ao sair dos portadores convencionais e ir para o livro didático passa a ser um material pedagógico que deve ser usado com fins educativos. Os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) de Língua Portuguesa sugerem que sejam utilizados gêneros textuais como objeto de ensino para a prática de leitura e produção, e recomendam o lugar do texto oral e escrito como a efetivação de um gênero. Os resultados comparativos são preliminares, uma vez que ainda estão em análises, mas já podemos identificar as atividades propostas nas provas de LCT e àquelas trabalhadas no Livro didático são divergentes.

Palavras-chave: ENEM, gênero textual, livro didático.


Palavras-chave


ENEM, gênero textual, livro didático.