Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
LEITURA E ESCRITA NOS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA PROPOSTA DIALÓGICA DE ENSINO-APRENDIZAGEM
Renata Silva Siqueira

Última alteração: 18-10-18

Resumo


A presente pesquisa tem por objetivo investigar o processo de ensino-aprendizagem da língua escrita e as práticas pedagógicas de estudantes nos anos finais do Ensino Fundamental de uma escola pública de Cuiabá-MT. Em pesquisa anterior, (SIQUEIRA, 2015), pudemos observar que inúmeros estudantes mato-grossenses chegam aos anos finais do Ensino Fundamental sem conseguir desenvolver as capacidades mínimas de leitura e escrita necessárias a esse nível. Diante desse contexto, desenvolvemos, desta feita, uma investigação de natureza qualitativa, caráter dialógico e interventivo nos moldes da pesquisa-ação para a qual,  recorremos aos fundamentos teóricos de Bakhtin e o Círculo (1929; 1952-53; 1970-1971/1979; 1974/1979) que tratam a linguagem a partir da perspectiva sócio-histórico-cultural, aliados à teoria de aprendizagem e desenvolvimento humano de Vygotsky (1930; 1934) e aos pressupostos do Letramento Crítico (Freire,  1970, 1980, Pereira (2011), entre outros autores. Nesta perspectiva, traçamos os seguintes objetivos: 1) Conhecer quais as capacidades de leitura e letramento dos estudantes do Ensino Fundamental da Escola Estadual “Esperança”, em Cuiabá-MT. 2) Elaborar um Procedimento de ensino-aprendizagem da Língua Escrita - PEALE para os anos finais do Ensino Fundamental. 3) Observar se o PEALE pode contribuir para o desenvolvimento das capacidades de leitura e escrita dos estudantes. 4) Identificar se as atividades desenvolvidas na aplicação do Procedimento de ensino-aprendizagem da Língua Escrita contribuíram para o desenvolvimento do Letramento Crítico dos estudantes. Para que se pudessem alcançar tais objetivos, realizamos Encontros Reflexivos sobre as práticas pedagógicas dos docentes na “Sala do Educador”; recolhemos dados sobre as capacidades de leitura e letramento dos estudantes e professores por meio de questionários, gravações em áudio e vídeo, além diferentes atividades desempenhadas pelos alunos. Ao desenvolver o PEALE buscamos contribuir com a aprendizagem da língua escrita diante das adversidades e atual conjuntura das políticas públicas para a educação brasileira. A presente pesquisa está vinculada ao GELL – Grupo de Estudos Linguísticos e de Letramento – CNPq/PPGEL/UFMT.


Palavras-chave


Letramento Crítico, Ensino-aprendizagem, Língua escrita, Língua Portuguesa

Referências


BAKHTIN, M. (1970-1971/1979) Apontamentos de 1970-1971. In: Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo/SP: Martins Fontes, 4ª ed., 1997.
_______. (1974/ 1979) A propósito da metodologia das ciências humanas. In: Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. 4.ed. São Paulo/SP: Martins Fontes, 1997.
_______. (1926) Le discoursdans la vie etdans la poésie. In: TODOROV, T. Mikhaïl Bakhtine: Le príncipe dialogique. Paris: Éditions du Seuil, 1981.
_______. (1929) Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo/SP: Hucitec, 13ª
ed., 2012.
_______. (1920-1930/1979). O autor e o herói. In: Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. 4.ed. São Paulo/SP: Martins Fontes, 1997.
_______. (1952-1953/1979) O problema dos gêneros do discurso. In: Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. 4. ed. São Paulo/SP: Martins Fontes, 1997.
_______. (1959-1961/1979) O problema do texto nas áreas da linguística, da filologia das ciências humanas – tentativa de uma análise filosófica. In: Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. 4. ed. São Paulo/SP: Martins Fontes, 1997.
_______. (1970/1979) Os estudos literários hoje. In: Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. 4. ed. São Paulo/SP: Martins Fontes, 1997.

BAKHTIN, M./VOLOCHINOV, V. N. (1929) Marxismo de filosofia da linguagem.
Problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Trad.
Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira, 6 ed. São Paulo/SP: HUCITEC, 1992.

FREIRE, P. (1927-1997) A importância do ato de ler: em três artigos que se
completam. São Paulo/SP: Coleção Questões da nossa época, 51ª ed., Cortez, 2011.
_______. (1981) A importância do ato de ler. In: FREIRE, P. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Cortez, 1989.
_______. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São
Paulo/SP: Paz e Terra, 1997.
_______. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro/RJ: 17. ed., Paz e Terra, 1987.
_______. (1996) Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática
educativa. Rio de Janeiro/RJ: Paz e Terra, 2000.
FREIRE, P; SHOR, I. Medo e ousadia: o cotidiano do professor. Trad. Adriana
Lopes. Rio de Janeiro/RJ: Paz e Terra, 1986.
VYGOTSKY, L. S. (1930) A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 7. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

_______. História do Desenvolvimento das Funções Psíquicas Superiores. In

Obras Escogidas III. Madrid: Visor Distribuiciones, 1995.
_______. (1934) Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1984.
_______. Psicologia da Arte. São Paulo: Martins Fontes, 1999.
_______. (1935) Psicologia pedagógica. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo/SP: Martins Fontes, 2ª ed., 2004.