Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Disposição a Pagar (DAP) pelo Uso de Unidades de Conservação Urbanas dos Frequentadores do Zoológico da Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá-MT
Willian Douglas da Silva Reis

Última alteração: 25-10-18

Resumo


Um recurso ambiental ainda não precificado pode ser valorado para identificar seu potencial de excedente do consumidor e do produtor. O Zoológico da Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Cuiabá, oferece à sociedade serviços de lazer, recreação, interpretação e conhecimento sobre a biodiversidade dos biomas Cerrado e Pantanal, mas o serviço ainda não foi precificado, pois é um recurso de livre acesso. A questão central desse trabalho será identificar o custo de manutenção do Zoológico da UFMT e quais os valores percebidos pelos usuários como benefício auferido pelo consumo dos serviços oferecidos em 2019. A hipótese preliminar é de que há um potencial excedente do consumidor, considerando que a sociedade se apropria de um serviço com valor superior ao custo de manutenção. O objetivo geral é compreender a análise do potencial de geração de externalidades positivas derivadas de um potencial de excedente do consumidor não apropriado. Os objetivos específicos são: 1) caracterizar os usuários do Zoo/UFMT, 2) estimar a disposição a pagar (DAP) dos visitantes, 3) calcular o custo total de funcionamento do Zoo/UFMT, 4) estimar o potencial de excedente econômico do Zoo/UFMT, e 5) relatar os problemas percebidos pelos consumidores ao visitar o Zoo/UFMT. Os conceitos que suportam a análise pertencem ao ramo da economia ambiental, em especial as externalidades positivas e o excedente do consumidor/produtor. A caracterização do perfil dos usuários servirá como referência para diversas análises. A valoração contingente será utilizada como método para estimar a DAP em um modelo logit, a partir de uma amostra de 700 questionários aplicados no Zoo/UFMT de forma aleatória, com uma estimativa de 4% de erro estocástico. Os custos de manutenção do Zoo/UFMT serão identificados com os registros contábeis do Setor Financeiro da PROAD (Pró-reitoria de Administração) da UFMT. O potencial de excedente poderá ser estimado confrontando os custos totais e os benefícios totais gerados pelo serviço prestado pelo Zoo/UFMT. Por fim, os relatos espontâneos dos usuários serão registrados como instrumento de identificação de inconformidades. Espera-se que este estudo contribua com o aperfeiçoamento dos serviços prestados pelo Zoo/UFMT à sociedade, permitindo a oferta adequada de um espaço capaz de proporcionar externalidades positivas ou adequação de um preço de acesso compatível com as expectativas dos usuários.


Palavras-chave


Valoração; Zoológico da UFMT; externalidade positiva; excedente do consumidor