Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Estudo Folkcomunicacional da festa do “Senhor Jesus do Gran poder”, significados e construção de sentidos na cidade de La Paz Bolívia.
Karla Andrea Terán, Aline Wendpap

Última alteração: 17-10-18

Resumo


La Paz na Bolívia é o cenário de análise deste trabalho, que pretende realizar uma construção social, a partir da história oral, sobre a festa do “Senhor Jesus de Gran Poder” ao enfatizar suas origens, continuidade e transformações ao longo do tempo. Esta festividade religiosa-cultural nasceu na área de Chijini em 1923, num pequeno bairro e ao longo dos anos se tornou o evento folclórico mais importante de La Paz, inclusive se expandindo para vários conjuntos folclóricos. A Festa principal é realizada todos os anos, no final de maio ou metade de junho. A relevância este estudo situa-se no fato de que o folclore é um componente vital dentro de qualquer sociedade e como pontua Canclini (1989) o folclore por referir-se à tradição é o depósito da criatividade campesina, da transparência da comunicação cara a cara, da profundidade que se perde com as mudanças, em outras palavras o folclore guarda as tradições e costumes da sociedade popular. O interesse em analisar esta festividade parte da vontade de compreender sua ritualística e todo o processo cultural-comunicacional que ela engendra. Visto que esta é a maior festividade da cidade de La Paz, um evento onde se misturam pessoas de diferentes estratos sociais, econômicos e familiares. É uma festa do sincretismo cultural e religioso. As análises serão desenvolvidas dentro de dois campos: a) no semântico e b) no semiótico. Tendo como suporte metodológico o uso de entrevistas, bem como da observação participante. As primeiras convergem para a tentativa de elaboração de narrativas, que poderão construir a história oral da festa e gerar sentidos e significados para elementos como: as danças, as interações que ocorrem dentro dos grupos folclóricos e do meio ambiente, etc. Enquanto a observação participante tem em vista as contribuições teóricas e metodológicas de Luiz Beltrão, na medida em que visa estabelecer uma comunicação com o que é popular, através do folclore, e volta um olhar a cada um dos elementos que compõem a festa. Finalmente, a pesquisa almeja contribuir para a teoria da folkcomunicação do contexto boliviano, pois tenta aprofundar o que ainda não foi trabalhado no folclore local, como uma forma de valorizar a expressão e a comunicação populares, em La Paz; enfatizando a resistência nas condutas e comportamento existentes neste contexto e em torno de suas práticas folclóricas.

Palavras-chave


folkcomunicação, folclore, cultura popular, semântica, semiótica cultural.