Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Mecanismos de formação de preços na cafeicultura de Rondônia
João Paulo Fontenele Roque Santos

Última alteração: 25-10-18

Resumo


Introdução: A cafeicultura tem tido grande participação no processo de colonização do estado de Rondônia, e a partir disto, se mostra uma atividade de grande importância econômica no agronegócio como tem grande importância para o pequenos produtores familiares de Rondônia. Existem constatações que a cultura do café é a segunda atividade agrícola mais importante economicamente em Rondônia, ficando apenas atrás da soja em arrecadação e . A produção está distribuída dentro do estado e os municípios com maior produção observados sendo: São Miguel do Guaporé, Cacoal, Alta Floresta do Oeste, Porto Velho, Alto Alegre dos Parecis e Ministro Andreazza, formando uma região de maior produção na região da Zona-da-Mata e Vale do Guaporé, apesar de ter produção em toda sua extensão do território. O café produzido em quase sua totalidade é café robusta (C. canephora) devido a sua alta adaptação as condições edafoclimáticas da região sendo em sua maioria produzido no estado é irrigado, o que resulta em maiores rendimentos para a cultura apresentando aumentos nos níveis de produtividade com a elevação tecnológica nos sistemas de produção. É observado através das séries históricas de preços que, apesar de passar pela mesma padronização do produto, os preços pagos aos produtores em Rondônia não se apresentam na mesma ordem dos pagos em regiões de grande produção de café robusta como, por exemplo, o Espirito Santo. Além dos custos de transporte (frete) podem haver outros fatores que poderão explicar essa diferenciação nos preços do produto. Objetivos: Se situar na atual conjuntura do mercado regional e estudar a discrepância e/ou mecanismos na formação de preços pago ao produtor no estado em relação a outras regiões produtoras do país. Entender as particularidades e especificidades da cadeia produtiva para explicar a modelagem de preços nas microrregiões do estado, podendo verificar o oligopsônio das empresas compradoras e beneficiadoras. Metodologia: Será utilizado análise de regressão utilizando as variáveis correlacionadas a formação dos preços pagos aos produtores, além de análises fatoriais para o estudo da relação na interação dos fatores estudados no trabalho.


Palavras-chave


Cafeicultura, Agronegócio e Formação de Preços.