Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
CECÍLIA MEIRELES: PROFESSORA E POETA EM CRIANÇA MEU AMOR (1924)
Mariana Mattos Pereira

Última alteração: 20-10-18

Resumo


Reconhecida como uma das mais representativas poetas brasileiras do século XX, Cecília Meireles teve também destacada atuação na educação. Signatária do Manifesto dos Pioneiros da Educação em 1932, defendeu o ideário escolanovista em sua atuação como colunista na imprensa e em sua militância em prol da educação, em especial, à importância da literatura infantil na educação básica. Durante a década de 1920, Meireles produz cinco livros de poesia, dois em prosa e faz uma tradução. Um desses livros em prosa, "Criança meu amor" (1924) teve importante recepção no âmbito educacional chegando a ser posteriormente adotado como cartilha escolar no Distrito Federal e nos estados de Minas Gerais e Pernambuco. "Criança meu amor" é composta por narrativas que acontecem, em sua maioria, no âmbito escolar, ditando modos de uma criança agir e se comportar corretamente em suas relações com os estudos e com os adultos. O universo lúdico é pretexto para se trabalhar os valores morais, delineando uma visão de infância que em vários aspectos conflitam com o ideário escolanovista que Cecília Meireles defenderá posteriormente.Tal contradição é o ponto de partida desta proposta de estudo, associada ao fato de que muito pouco se consegue encontrar sobre os primeiros anos de atuação desta importante personagem na cultura pedagógica brasileira do século XX. A obra "Criança meu amor" será analisada ao viés teórico dos Estudos Culturais, considerando a trajetória da autora e o contexto sócio-histórico da época.

 


Palavras-chave


Cecília Meireles; Escola Nova; Infância.

Referências


AZEVEDO, Fernando de et al. Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova (1932) e dos Educadores (1959). Recife-PE:Fundação Joaquim Nabuco, 2010.

AZEVEDO FILHO, Leudegário (org.) Cecília Meireles - Crônicas de Educação (5 Vol). 2ª ed. Porto Alegre: Global, 2017.

BOSI, Alfredo. 'Cecília Meireles' in: “Tendências Contemporâneas”. História Concisa da Literatura Brasileira. 38. ed -São Paulo: Cultrix, 1994.

GOLDSTEIN, Norma. Cecília Meireles, Aurora de Livros Voltados aos Pequenos Leitores. Linha D’Água. São Paulo,USP, 2010, p. 47-57. Disponível em https://www.revistas.usp.br/linhadagua/article/view/62339/65143

GOLDSTEIN, Norma Seltzer & BARBOSA, Rita de Cássia. Cecília Meireles. São Paulo: Abril Educação, 1982(Literatura comentada, 3, 3s.)GOUVÊA, Leila Vilas Boas (Org.). Ensaios sobre Cecília Meireles. São Paulo: Humanitas, 2007.

KELLNER, Douglas. A cultura da mídia - estudos culturais: identidade e política entre o moderno e o pós-moderno. Tradução de Ivone Castilho Benedetti. Bauru: SP: EDUSC, 2001.

LAMEGO, Valéria. A Farpa na Lira: Cecília Meireles na Revolução de 30. Rio de Janeiro; São Paulo: Record, 1996.

LOBO, Yolanda Lima. Cecília Meireles. Recife-PE: Fundação Joaquim Nabuco, 2010.

MEIRELES, Cecília. Criança Meu Amor. 5ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1977.___. Poesia Completa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.NISKIER, Arnaldo. Cecília Meireles: Educadora. Scripta. Belo Horizonte, vol. 7, nº12, 2003. Disponível em :http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/12476

NEVES, Margarida de Souza (org.). Cecília Meireles: A Poética da Educação. Rio de Janeiro, PUC-RJ, 2001.

SCHWARTZMAN, Simon et. al. Tempos de Capanema. 2ª ed. Rio de Janeiro: FGV/Paz e Terra, 2000.SILVA, Maria Valdenia da. As Crônicas de Cecília Meireles: Um Projeto Estético e Pedagógico. João Pessoa-PB, 2008.Tese (Doutorado em Letras), UFPB.