Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
A EDUCAÇÃO INFANTIL COMO UM DIREITO SOCIAL DA CRIANÇA: UMA ANÁLISE SOBRE A PRÁTICA DOCENTE A PARTIR DA IMPLEMENTAÇÃO DAS DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL NO MUNICIPIO DE SINOP-MT
Sandra da Conceição Donato Ferreira

Última alteração: 20-10-18

Resumo


Este trabalho está sendo desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEdu) do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Mato Grosso, Campus de Rondonópolis – MT, para a obtenção da titulação de Mestre em Educação. O processo de implantação das Diretrizes Curriculares para a Educação Infantil (DCNEI), no município de Sinop a partir do ano de 2012, provocou algum tipo de mudança em relação à organização e funcionamento do espaço escolar, bem como das práticas pedagógicas dos (as) profissionais envolvidos (as)? Como o município encontra-se organizado o seu funcionamento vem efetivando a implementação da política municipal procurando estabelecer uma relação entre teoria e prática do trabalhado realizado, sendo necessária uma reflexão crítica. O objetivo geral propõe investigar se ocorreu alguma mudança nas práticas docentes a partir do processo de implementação das Diretrizes Curriculares da Educação Infantil, no âmbito municipal. Os objetivos específicos busca analisar como se deu o processo de implementação da Diretriz Municipal de Sinop; - verificar quais concepções o coletivo de profissionais tem sobre a proposta pedagógica. Sendo assim o que me motivou a pesquisar sobre este tema foi a minha participação enquanto coordenadora da rede municipal de Educação Infantil realizando um trabalho no município em parceria com o (MEC) Ministério da Educação, sobre Plano Politico Pedagógico ou como está intitulada Diretriz Municipal para Educação Infantil. Esta pesquisa está voltada na abordagem de Investigação Comunicativa, cuja fundamentação teórico-metodológica está pautada em Habermas e Freire, cuja concepção é de romper com os papeis de hierarquização entre pesquisador e sujeitos da pesquisa, sendo uma construção conjunta e humana de todo o processo, possibilitando tanto a reflexão, quanto a análise das informações coletadas que o mesmo seja realizado de forma conjunta entre os pares envolvidos, configurando um resultado de transformação da situação investigada  Tal base teórica de Habermas e Paulo Freire. Consideramos que esses dados, ainda que parciais, são relevantes à pesquisa. Conforme análises realizadas na pesquisa ficaram nítidas que o grupo de professoras, embora realize diferentes práticas no processo pedagógico, ainda há uma certa dificuldade e/ou resistência em adotar a proposta das DCNEIs, que compreende criança como sujeito social histórico e preza pela sua liberdade e pelos seus direitos. Conforme Freire (2015), devemos assumir uma postura diante da nossa responsabilidade social, para participarmos do processo de transformação da escola, conhecendo a importância de aprender por meio de interações respeitosas e igualitárias.


Palavras-chave


Diretrizes, criança, formação