Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
OS OLHARES DE JOÃO SEBASTIÃO DA COSTA SOBRE A CIDADE DE CUIABÁ
Silvia Mara Davies, José Serafim Bertoloto

Última alteração: 25-10-18

Resumo


O projeto de pesquisa, inscrito na linha de pesquisa “Comunicação e Mediações Culturais”, do Programa de Pós-graduação em Estudos de Cultura Contemporânea ECCO, versa sobre a obra de João Sebastião Francisco da Costa (1949-2016), artista mato-grossense cuja obra é permeada de diversos símbolos da cultura popular da cuiabania. Frisando que o panorama das artes visuais em Cuiabá, capital do Mato Grosso, adquiriu fundamental importância na formação de um repertório iconográfico, constituindo formas de identificações por meio das variadas representações artísticas e da diversidade étnica e cultural. Em meio a este cenário, a iconografia torna-se um referencial de identificação e representação do estado como um todo, corroborando como fonte de inspiração para muitos artistas provindos das classes populares, muitas vezes categorizados por dispositivos de colonialidade, sendo intitulados como primitivos ou naïf. Nesta perspectiva, o estudo almeja investigar as técnicas e fundamentos teóricos que balizam as obras de João Sebastião em relação aos olhares do artista sobre a cidade, tendo como principal quadro teórico Brandão (2012), Beltrão (2014), Bertoloto (2006, 2009, 2016), Figueiredo (1979), Guimarães (2007), Gushiken (2010, 2012, 2013) e Moreira (2006 - 2016). Este estudo é de análise etnográfica, o qual utiliza diversas técnicas de pesquisa tais como: pesquisa bibliográfica, iconográfica, pesquisa de campo e pesquisa exploratória. Sua metodologia abrangerá diversas técnicas de pesquisa como documentação por registos fotográficos, entrevistas estruturadas e gravadas. A pesquisa será realizada em várias etapas: A primeira corresponde aos estudos bibliográficos de autores que embasarão a pesquisa.  Em segundo momento, serão realizadas pesquisas exploratórias e de campo, visando encontrar no espaço urbano de Cuiabá, obras do artista, apresentadas em muros, prédios, paredes, museus, entre outros. A terceira etapa corresponde à aplicação de questionário de pesquisa direcionado à família, críticos, curadores e colecionadores do artista, por meio de entrevistas estruturadas gravadas. A quarta etapa corresponde à análise iconográfica das obras, buscando identificar representações do artista acerca do imaginário sobre a cidade. Ao final, pretende-se juntar as imagens das obras e as entrevistas devidamente autorizadas, em um catálogo de obras virtual ou impresso.  A realização desta pesquisa de doutoramento “sonha” e busca concretizar um memorial do artista, registrando o seu imaginário sobre a cidade de Cuiabá, procurando valorizar sua arte por meio de uma pesquisa acadêmica.

 

PALAVRAS-CHAVE: João Sebastião F. da Costa; Cuiabá; Folkcomunicação.


Palavras-chave


João Sebastião F. da Costa; Cuiabá; Folkcomunicação.

Referências


AZEVEDO, Maria Thereza de Oliveira. Cidade Possível (II Colóquio Cidade Pensada). Disponível em: http://cidadepossivelcuiaba.org/projeto/>. Acesso em 10/09/2017.

 

AZEVEDO, Maria Thereza de Oliveira. Passeio de sombrinhas: Poéticas urbanas, subjetividades contemporâneas e modos de estar na cidade. Revista Acadêmica Magistro, no. 08, Rio de Janeiro, 2013. Disponível em: <publicacoes.unigranrio.edu.br/index.php/magistro/article/view/2181/1007>. Acesso em: 23/09/2017.

 

BRANDÃO, Ludmila de Lima; GUIMARÃES, Suzana.  Descontruindo o naïf: A pintura de Alcides Pereira dos Santos. Contrapontos (Online) v.12, p.308-3016, 2012.

 

BELTRÃO, Luiz: Folkcomunicação: Um estudo dos agentes e dos meios populares de informação de fatos e expressão de ideias. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2014.

 

BERTOLOTO, José Serafim. Iconografia das águas: o rio e suas imagens. Cuiabá: Editora Catedral, 2006.

 

BERTOLOTO, José Serafim; ZAMBOM, Renata Carvalho de Oliveira. História das Artes Plásticas em Mato Grosso. Revista Eletrônica Documento e Monumento, V.13, p. 96-110, 2014.

 

ENTREVISTA com João Sebastião Barros, Blog do Cultura Artifício, Cuiabá, Mt, ano 2013, n., edição2013, p. 01. Disponível em: culturaartifício.blogspot.com.br/2013/05. Acesso em: 19/08/2017

 

FIGUEIREDO, A. Artes Plásticas no Centro-Oeste. Cuiabá: UFMT/MACP, 1979.

 

GUIMARÃES. S. C. S. Arte na rua: O imperativo da natureza. Cuiabá. EdUFMT, 2007.

 

GUSHIKEN, Yuji. Folkcomunicação nas relações socioeconômicas e políticas contemporâneas. Revista Internacional de Folkcomunicação (RIF), Ponta Grossa/PR. Volume 1, 2010.

 

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Perfil das Cidades (2015). Disponível em: <http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lar>. Acesso em: 21/06/2016.

 

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA E APLICADA (IPEA). Governança Metropolitana no Brasil (Relatório de Pesquisa: Caracterização e Quadros de Análise Comparativa da Governança Metropolitana no Brasil: Análise comparativa das funções públicas de interesse comum (Componente 2): Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá. Disponível:http://www.ipea.gov.br/redeipea/images/pdfs/governanca_metropolitana/150917_relatorio_analise_vale_rio_cuiaba.pdf. Acesso em 01/10/2017.

 

MENENDEZ, Larissa. DAVIES, Silvia Mara. Representações folclóricas mato-grossenses na obra de João Sebastião da Costa. Revista Internacional de Folkcomunicação (RIF), Ponta Grossa/PR Volume 13,14 Número 29, p. 63-75, set. 2015.

 

 

 


MOREIRA, Valéria Pereira. Comunicação das imagens religiosas e representações de São Sebastião na obra de João Sebastião Francisco da Costa. São Paulo, 2003. Dissertação (Mestrado em comunicação e Semiótica) – Pontifícia e Universidade Católica de São Paulo.

 

MOREIRA, Valéria Pereira; BERTOLOTO, José Serafim. São João Sebastião do Morro e o Encantamento. Revista Eletrônica Documento e Monumento, V.17, p. 10-16, 2016.

 

REVISTA ELETRÔNICA DOCUMENTO/MONUMENTO. História das artes plásticas em Mato Grosso. Vol. 13. Universidade Federal de Mato Grosso, Núcleo de Documentação e Informação Histórica Regional, 2009- Semestral. Disponível: http://200.129.241.80/ndihr/revista/revistas-anteriores/revista-dm-13.pdf. Acesso em 15/08/2017.

 

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Ed. Cortez, 2007.