Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
O TRABALHO DOS ASSISTENTES SOCIAIS NOS CENTROS DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL – CREAS E A MATERIALIZAÇÃO DA DIMENSÃO TÉCNICO-OPERATIVA DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL
Lauriane Borges Sampaio da Silva

Última alteração: 19-10-18

Resumo


Esse resumo apresenta proposta de pesquisa em estágio inicial de desenvolvimento que tem como objetivo central analisar a materialização da dimensão técnico-operativa no exercício profissional dos assistentes sociais nos Centros de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, do polo regional de Sinop-MT. Para tanto, é necessário considerar que o Serviço Social é uma profissão inserida na divisão social e técnica do trabalho, realizando sua ação profissional no âmbito das políticas socioassistenciais, na esfera pública e privada, tendo como objeto de trabalho as expressões da Questão Social. O que requer, para o seu enfrentamento, ações profissionais de caráter interventivo, formativo e investigativo as quais se constituem pelas dimensões teórico-metodológicas, ético-política e técnico-operativa. É importante ressaltar que esta discussão requer que se tome em consideração, também, o debate das atribuições e competências profissionais considerando peculiaridades e características do espaço sócio ocupacional da atuação profissional, demandas e respostas. Sendo assim, para analisar a materialização da dimensão técnico-operativa na Política de Assistência Social, especificamente no CREAS, será necessário analisar as mudanças ocorridas no cenário político, econômico e social a partir de 1970, identificando as transformações na configuração do capitalismo contemporâneo e, consequentemente, as transformações ocorridas no âmbito do Estado e na conformação das políticas sociais, em especial, a de Assistência Social e como tudo isso incide no exercício profissional. Afinal, o Sistema Único de Assistência Social em suas configurações e exigências representa hoje um rico campo de luta, desafios e possibilidades de legitimação tanto para a Assistência Social como política pública quanto para o Serviço Social que, como profissão se compromete com a defesa dos direitos sociais. Portanto, essa escolha oportuniza trazer um debate da realidade vivenciada por assistentes sociais que estão no enfrentamento cotidiano de um contexto de contradições e complexidades, que faz parte dos desafios contemporâneos da profissão.

Palavras-chave: Assistência Social. Serviço Social. Exercício Profissional.

 


Palavras-chave


Palavras-chave: Assistência Social. Serviço Social. Exercício Profissional.