Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, VIII Mostra de Extensão

Tamanho da fonte: 
Atividade cultural no hospital e seus efeitos no contexto da enfermaria pediátrica
Mariama Souza Bispo, Sandra Breder de Assis, Tatiane Lebre Dias

Última alteração: 27-09-17

Resumo


A hospitalização infantil pode causar estresse para a criança doente e o familiar cuidador, sendo considerado um espaço de difícil adaptação. Porém, o hospital pode ser, também, um lugar de alegria e proporcionar momentos prazerosos, especialmente quando associado à realização de ações de humanização que visam uma estadia no hospital de modo a desenvolver estratégias de enfrentamento mais adaptativas para a criança e o familiar. Nesse sentido, o projeto de extensão “Fora da bolha: atenção multidisciplinar no contexto da enfermaria pediátrica” teve como objetivo principal desenvolver ações de humanização que minimizem os efeitos do processo de hospitalização. Especificamente, o Eixo 3 desse projeto, visa a promover a participação de crianças, cuidadores e equipe multiprofissional em eventos culturais realizados na enfermaria pediátrica em parceria com a Classe Hospitalar. Os eventos são realizados seguindo o calendário escolar e abordam temáticas da cultura brasileira.  Este trabalho teve por objetivo analisar os efeitos da festa em comemoração ao dia das crianças no ano de 2016. Um total de 30 participantes (crianças, familiares e equipe de saúde) relataram as percepções sobre a realização do evento através de um questionário com perguntas abertas e fechadas. Observou-se que todos os participantes se sentiram mais alegres após a realização da festa (n=30), percebeu-se também que as crianças internadas estavam mais felizes e colaborativas, sendo que uma delas relatou que seu humor mudou de “normal” para “muito feliz” com a realização da festa. Essa ação de humanização proporcionou, segundo alguns profissionais e familiares cuidadores maior aproximação entre as pessoas, um ambiente hospitalar mais alegre, relaxante, leve e menos profissional.  Os participantes também relataram que a atividade possibilitou às pessoas “saírem da rotina”, “esquecerem um pouco da dor” e “diminuírem o sofrimento através do lazer”. Dessa forma, verificou-se que a proposição de ações de humanização dentro do hospital proporcionam suporte às políticas de humanização, permitem uma atuação interdisciplinar de forma lúdica, promovem saúde e cuidados possibilitando melhoria na qualidade de vida das crianças internadas e cuidadores, além de diminuir o estresse, o medo e a sensação de isolamento. Outrossim, ações dessa natureza garantem à criança o seu direito ao brincar e ter acesso à cultura e escolarização, melhorando seu bem-estar e, consequentemente, seu estado de saúde permitindo maior adesão ao tratamento.


Palavras-chave


Eventos culturais; Hospitalização infantil; Humanização.

É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.