Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, VIII Mostra de Extensão

Tamanho da fonte: 
Projeto Conhecer: uma parceria entre UFMT, Museu Chico Costa e Frical Frigorífico LTDA.
Ana Carolina Schipiura

Última alteração: 27-09-17

Resumo


O projeto Conhecer representa uma parceria entre o Museu Chico Costa (MCC), o frigorífico Frical e o Laboratório de Anatomia Comparada (LAC) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O MCC encontra-se dentro das instalações do frigorífico Frical, na localidade de Souza Lima, em Várzea Grande/MT. Inaugurado em 18/12/2006, disponibiliza um acervo relacionado com a constituição anatômica e a cadeia produtiva das espécies animais de produção, tornando-se um espaço de educação informal. Nesta parceria, o MCC custeia o acervo e se responsabiliza por agendar e organizar as visitações em suas instalações, enquanto o frigorífico fornece o espaço físico e dá manutenção ao museu, além de disponibilizar “partes animais”, oriundas do abate, para as atividades práticas das disciplinas de Anatomia Animal da UFMT. Em contrapartida, O LAC confecciona esqueletos e peças anatômicas para o MCC, dá manutenção a estes e às peças patológicas do mesmo, organiza exposições itinerantes e disponibiliza estagiários para auxiliar nas atividades mencionadas. O projeto objetiva disponibilizar informações sobre a constituição anatômica dos animais de produção, bem como sobre suas cadeias produtivas, estabelecendo a conexão entre as mesmas. O despertar do interesse pela ciência é também um importante alvo do projeto. O acervo é formado por esqueletos e outras peças anatômicas e patológicas de animais de produção, além de alguns subprodutos da cadeia produtiva dessas espécies. Quadros, painéis e ilustrações, que se encontram nas paredes do museu, além de material bibliográfico, fornecem informações sobre a morfologia dos animais de produção, bem como sobre seus produtos e subprodutos. As peças anatômicas e patológicas são mantidas em frascos de vidro com soluções de álcool 70ºGL ou formaldeído a 10%. Estagiários têm auxiliado na produção e manutenção do acervo, bem como ajudado na preparação das exposições e monitoramento das visitações. Um livro de assinaturas encontra-se na entrada do museu e está disponível para registro dos visitantes. Em 2007, o projeto também adquiriu o caráter itinerante, visando atingir um público maior e mais diversificado. Ao longo desses anos o acervo foi contemplado por aproximadamente 36 mil pessoas. O projeto tem conseguido atingir seus objetivos, socializando e democratizando o conhecimento científico. O despertar do interesse científico é percebido através da curiosidade e encantamento das pessoas pelo acervo. O acesso à ciência de maneira informal faz com que as pessoas tenham contato com um universo antes desconhecido e, a percepção do desconhecido é, muitas vezes, a mais fascinante das experiências.


Palavras-chave


Animais de produção; Cadeia produtiva; Espaços informais de educação; Museu itinerante.

É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.